Gregg Newton/AFP
Gregg Newton/AFP

Atlético-MG encerra participação na Florida Cup com segunda derrota

Time alternativo dos mineiros volta a perder no torneio amistoso, dessa vez para o Atlético Nacional-COL, por 2 a 0

Leandro Silveira, Estadão Conteúdo

14 Janeiro 2018 | 18h22

O Atlético Mineiro deixou a Florida Cup em segundo plano na sua preparação para a temporada 2018 e foi "premiado" com duas derrotas. Neste domingo, no encerramento da sua participação na competição amistosa disputada nos Estados Unidos, o time não ofereceu muita resistência e perdeu para o colombiano Atlético Nacional por 2 a 0, no Spectrum Stadium, em Orlando.

+ Iago Maidana marca e Atlético-MG vence jogo-treino contra o Guarani-MG

+ Ex-Atlético-MG, Cárdenas se afasta da LDU para cuidar de filha com leucemia

Com pouco tempo de preparação para as competições deste ano, o Atlético-MG optou por manter o elenco principal em Belo Horizonte, onde realiza a pré-temporada no seu CT, e mandar aos Estados Unidos um grupo de jogadores que estão fora dos planos para 2018, formado basicamente por jogadores do time B, que em 2017 disputou o Campeonato Brasileiro de Aspirantes e o Campeonato Mineiro da Segunda Divisão, equivalente à terceira divisão estadual, reforçado pelo volante Adílson e sendo comandado por Caio Zanardi, pois Oswaldo de Oliveira permaneceu no Brasil.

O Atlético já havia entrado em campo na última quinta-feira, quando até fez jogo duro diante do escocês Rangers, mas acabou perdendo por 1 a 0. Neste domingo, então, a derrota se repetiu, dessa vez para o Atlético Nacional, levando o time voltar ao Brasil com dois tropeços.

No confronto com a equipe colombiana, o Atlético acabou sendo dominado no primeiro tempo, quando quase foi vazado por Aguilar, em cabeceio nos minutos iniciais. O time mineiro até chegou a travar um duelo equilibrado e criou boas oportunidades de gol, ambas em lances com a participação direta de Thalis, que cobrou uma falta com perigo e forçou Vargas a fazer defesa difícil após tabela com Adílson.

Mas bastou o Atlético Nacional acelerar o seu ritmo de jogo para abrir o placar. O time esteve perto de fazê-lo aos 35 minutos, quando Gustavo Torres recebeu ótimo passe de Macnelly Torres, mas chutou por cima do gol. No lance seguinte, aos 37, Torres acionou Rentería, que passou fácil e em velocidade por dois marcadores antes de finalizar às redes.

Na etapa final, os dois times realizaram várias mudanças nas escalações, como tradicionalmente ocorre nesse jogos de pré-temporada. Mas o cenário não se alterou, com o Atlético Nacional controlando o jogo, enquanto a produção ofensiva da equipe mineira era nula, o que a levou a deixar a Florida Cup sem sequer um gol marcado.

Sem goleiro, Aldo Ramírez desperdiçou uma chance incrível para a equipe colombiana aos 20 minutos. Mas pouco depois saiu o segundo gol do seu time. E foi um belo gol, ainda que iniciado após erro grave do Atlético na saída de jogo. Lucumí aproveitou e chutou muito forte da intermediária, sem chance de defesa para Cleiton, fazendo 2 a 0 para o time colombiano, agora comandado por Jorge Almirón, vice-campeão da Copa Libertadores de 2017 pelo Lanús.

Na sua segunda derrota na Florida Cup, o Atlético atuou com a seguinte formação: Cleiton; Adson (Emanuel), Rodrigão, Donato e Mansur; Adilson (Cícero), Ralph (Matheus Silva), Xavier (Pedro) e Lorran; Thalis (Iago) e Pablo.

Enquanto os reservas atleticanos agora voltarão dos Estados Unidos, o elenco principal segue em preparação para o Campeonato Mineiro. A estreia do time será na próxima quinta-feira, em Varginha, contra o Boa, com a tendência de Oswaldo escalar uma formação mista. Neste domingo, venceu jogo-treino, na Cidade do Galo, contra o Guarani de Divinópolis, por 2 a 0. O Atlético Nacional ainda tem mais um compromisso pela Florida Cup, no próximo sábado, contra o polonês Légia Varsóvia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.