Atlético-MG fica no empate com o Bota

Em uma noite com futebol ruim, Atlético-MG e Botafogo empataram por 1 a 1, neste domingo, no Estádio Independência, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Márcio Santos marcou para o Atlético e Luizão, de pênalti, para os cariocas. Com o empate, o time mineiro, que ainda não venceu no returno da competição, chegou aos 29 pontos, mantendo-se na 18ª colocação. Já o time carioca, com o ponto ganho fora de casa, chegou aos 26 pontos, mas ocupando a 22ª posição, ainda na zona de rebaixamento. Na próxima rodada, o Galo pega a Ponte Preta e o time carioca recebe o Criciúma.A partida começou equilibrada, com as equipes se arriscando pouco ao ataque. Pelo lado mineiro, Rodrigo Fabri tentava as principais jogadas ofensivas, com chutes de fora da área e lançamentos na direção de Alex Mineiro e Márcio Santos. Mais fechado na defesa, o Botafogo trabalhava pelas laterais e esperava os erros do adversário para tentar os contra-ataques com Luizão que vinha de contusão. Porém, como o Galo tocava a bola com mais rapidez, a equipe carioca era obrigada a parar as jogadas com falta, o que proporcionava arremates de média distância ao gol de Jefferson.Apesar de ter Rodrigo Fabri e Gaúcho, dois especialistas em cobranças de falta, o Galo não conseguiu aproveitar nenhuma oportunidade. Foram pelo menos cinco cobranças desperdiçadas. Preso à marcação, o ataque atleticano era mero espectador da partida. A dupla de ataque mineira não conseguia criar uma jogada ofensiva se quer.Pouco pressionado na defesa, o Botafogo também não se arriscava ao ataque, fazendo com a partida fosse disputada de uma intermediária a outra. Os goleiros praticamente não pegaram na bola durante todo o primeiro tempo.No segundo tempo, o Botafogo continuou marcando forte e cometendo muitas faltas. As bolas paradas se transformaram nas principais jogadas ofensivas do Galo. E logo aos dez minutos, Fabri sofreu nova falta de Ruy. O zagueiro Gaúcho fez a cobrança, desta vez, obrigando o goleiro Jefferson a fazer grande defesa, espalmando para a linha de fundo. Aos 12 minutos, Rodrigo Fabri se apresentou para fazer a cobrança de escanteio pela esquerda. Após a cobrança, a bola passou por toda a defesa carioca e encontrou Márcio Santos, na pequena área, que cabeceou para fazer Atlético 1 a 0. Foi o quinto gol de Márcio Santos neste Brasileiro.O gol animou os jogadores do Galo que continuaram buscando o ataque, já que o Botafogo passou a dar espaços no meio, pois avançou o time para buscar o empate. Aos 16 minutos, Alex Mineiro fez boa jogada pela direita e cruzou rasteiro para o meio da área. A bola encontrou, novamente o atacante Márcio Santos, desta vez por baixo, que tentou o toque, mas mandou sobre o gol de Jefferson, perdendo chance incrível.Apesar de abrir espaços para os contra-ataques do Galo, o técnico Paulo Bonamigo tirou um jogador de marcação para colocar um atacante.Schwenk entrou no lugar de Elvis. A substituição deixou o Botafogo mais ofensivo e time mineiro recuou. Pressionando o Galo, aos 27 minutos, o time carioca quase empatou. Jorginho Paulista invadiu a área pela esquerda e cruzou. Túlio completou, a bola desviou na zaga e quase engana Danrlei.De tanto insistir, o time carioca chegou ao empate no final da partida. Aos 34 minutos, Léo de Deus cometeu falta em Schwenk dentro da área. O árbitro catarinense Giuliano Bozzano marcou pênalti. Luizão foi para a cobrança e empatou, dando números finais ao jogo. Foi o nono gol de Luizão no campeonato.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.