Pedro Souza/Atlético-MG
Pedro Souza/Atlético-MG

Atlético-MG e Flamengo se reencontram no Mineirão em duelo pela Copa do Brasil: um vai cair

Time mineiro recebe equipe rubro-negra pelo jogo de ida das oitavas de final após vitória sobre os cariocas, por 2 a 0, no domingo, pelo Brasileirão

Redação, Estadão Conteúdo

22 de junho de 2022 | 08h38

Três dias depois de se enfrentaram pelo Campeonato Brasileiro, Atlético-MG e Flamengo, dois dos melhores times neste momento do País, voltam a se encontrar nesta quarta-feira, também no Mineirão, em Belo Horizonte (MG). Mas, dessa vez, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, com início previsto para 21h30.

A volta acontece apenas em 13 de julho, também às 21h30, no Maracanã, no Rio, em outra decisão porque a vaga só vai ser definida após os dois jogos 180 minutos. Gol fora não vale como critério de desempate e o clube que se classificar vai embolsar mais R$ 3,9 milhões de premiação da CBF.

No último domingo, o Atlético-MG acabou levando a melhor sobre o Flamengo com uma vitória por 2 a 0 e diminuiu a pressão em cima do técnico Antonio Mohamed, que corria risco de demissão em caso de um novo tropeço. O atual campeão da Copa do Brasil e da Supercopa do Brasil em cima do próprio Flamengo em fevereiro - amargava um jejum de quatro jogos.

Satisfeito com a atuação do time no último domingo, Mohamed só deve fazer uma mudança. O volante Jair passou por uma cirurgia na mão esquerda e dá lugar para Otávio. No mais, o treinador quer que o Atlético-MG mantenha a mesma intensidade. O objetivo é vencer para entrar no segundo jogo em vantagem do empate. "Temos de fazer e manter a mesma intensidade, a mesma ilusão de ganhar, e a mesma humildade para competir. Nada mais", ressaltou o treinador.

Uma nova vitória sobre o Flamengo traz paz para Antonio Turco Mohamed encarar uma sequência decisiva. Além da Copa do Brasil, o Atlético-MG também está nas oitavas de final da Libertadores - enfrenta o Emelec-EQU nos dias 28 de junho e 5 de julho.

O mesmo vale para o recém-chegado Dorival Júnior no Flamengo. Contratado na semana passada para substituir Paulo Sousa, o treinador também tem a Copa Libertadores pela frente nas duas próximas semanas. O adversário rubro-negro nas oitavas de final é o Tolima-COL, nos dias 29 de junho e 6 de julho.

Essa será o quarto jogo do Flamengo sob o comando de Dorival Júnior, que tem duas derrotas e uma vitória até aqui. Ele, outra vez, vai fazer mudanças. Muito criticado pelos torcedores, o atacante Vitinho dá lugar para o volante Willian Arão. Já Filipe Luís ganha a vaga de Ayrton Lucas na lateral esquerda.

Com um edema na coxa, o zagueiro David Luiz está em processo de transição e continua de fora. Outro desfalque é o atacante Bruno Henrique, que vai precisar passar por uma cirurgia no joelho direito e só volta em 2023. A boa notícia é que o goleiro Santos voltou a ser relacionado depois de um mês e meio lesionado. Além do meio-campo Thiago Maia, que foi vetado no último jogo por apresentar febre e suspeita de ter contraído covid. Mas o teste deu negativo e ele já está recuperado.

"É uma mudança de chave realmente, agora será uma competição com jogo de 180 minutos. Temos que ter a postura que sempre apresentamos, a que o torcedor conhece. Eu sei que é um processo e que a equipe oscila, mas só com trabalho encontraremos outra condição. Vamos trabalhar para isso", promete Dorival Júnior.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.