Atlético-MG ganha do Flamengo e sobe

O Flamengo voltou a decepcionar sua torcida. Jogando em casa, foi derrotado nesta terça-feira pelo Atlético Mineiro, adversário direto na luta para não ser rebaixado neste Campeonato Brasileiro, por 2 a 1. A situação da equipe rubro-negra é muito delicada na competição. Segue com 34 pontos, um a mais do que o time mineiro, que saiu da zona de descenso ? torce por um tropeço do Vasco, contra o Figueirense, em São Januário, nesta terça, para se manter fora da área de risco.Flamengo e Atlético-MG ficaram devendo um bom futebol. Se sobrou vontade em boa parte do jogo, faltou categoria para os dois times. Não é à toa que lutam para não serem rebaixados. O primeiro tempo foi pobre de emoção. Não houve um lance que merecesse o aplauso do torcedor.O Atlético-MG abusava de fazer faltas. Com três volantes, teve o mérito de marcar forte e explorar o contra-ataque. Com isso, chegava com mais perigo ao gol rubro-negro. Fez seu gol em uma cobrança de falta do meia Uéslei. O goleiro Diego aceitou um chute defensável: 1 a 0. ?O Flamengo criou oportunidades, mas não fez o gol?, declarou o zagueiro Júnior Baiano, no intervalo. Ele parecia assistir à outra partida. A etapa final foi movimentada. Mais na base da superação do que na técnica, o Flamengo empatou com Diego Souza, aos 14 minutos. Depois de um escanteio, a bola sobrou para ele, que chutou com perfeição.A resposta do Atlético-MG não tardou. O lateral-direito Edílson, em cobrança de falta de longa distância, deu a vitória ao time mineiro: 2 a 1, aos 31 minutos. A partir daí, a torcida do Flamengo hostilizou alguns jogadores. O goleiro Diego, por exemplo, recebeu coro de ?frangueiro?.

Agencia Estado,

11 de outubro de 2005 | 23h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.