Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

Atlético-MG ganha do Flamengo, entra no G-4 e afunda cariocas

Vitória mineira frustra Emerson Sheik em sua reestreia pelo Fla

RONALD LINCOLN JR., O Estado de S. Paulo

20 de junho de 2015 | 18h49

O Atlético Mineiro não se intimidou no estádio do Maracanã, no Rio, neste sábado, e venceu o Flamengo por 2 a 0, em jogo válido pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. O bom resultado levou a equipe mineira ao G4, na quarta posição, com 14 pontos. O placar para o time rubro-negro carioca, por outro lado, foi péssimo. A derrota dentro de casa mandou o clube de volta para a zona de rebaixamento, no 17.º lugar, com sete pontos.

A reestreia do atacante Emerson no Flamengo empolgou os torcedores que foram o Maracanã - o público foi de 42.318 presentes - , mas a sua participação não foi o suficiente para livrar a equipe da casa da derrota. O jogador, de 36 anos, mostrou bastante movimentação, fez jogadas inteligentes e, apesar do resultado ruim, mostrou que pode ser bem útil para o decorrer da temporada.

O Flamengo entrou no jogo com mais iniciativa, marcando na frente, com velocidade. Mais adiante, porém, perdeu o ímpeto e viu a equipe mineira equilibrar o duelo. Cauteloso, o Atlético se fechava bem na defesa e, quando recuperava a bola, partia ligeiro para o ataque, principalmente com Patric pela ponta direita.

Mas foi do outro lado que surgiu o primeiro gol. Aos 21 minutos, Thiago Ribeiro cruzou da ponta esquerda e Samir acabou desviando para o próprio gol. Em desvantagem, o Flamengo carecia de organização ofensiva para buscar o empate, enquanto os rivais seguiam apostando em contragolpes. Aos 40, após jogada rápida, Lucas Pratto recebeu cruzamento da ponta direita e bateu de primeira para marcar um golaço no ângulo de César.

Muito vaiado pela sequência de erros, Pará, que jogava improvisado na lateral esquerda, deu lugar a Marcelo Cirino no intervalo. Alan Patrick estreou na vaga de Gabriel. Com isso, o Flamengo povoava mais o ataque, trocava passes, virava o jogo, mas não era objetivo. E levou pouquíssimo perigo ao gol de Victor.

Mais contido na defesa, a equipe mineira jogava com tranquilidade, esperando o melhor momento para chegar ao gol flamenguista. Nem a expulsão de Patric, aos 40 minutos do segundo tempo, foi suficiente para abalar a soberania atleticana, que garantiu a vitória e a entrada no G4.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 0 x 2 ATLÉTICO-MG

FLAMENGO - César; Luiz Antonio, Wallace, Samir e Pará (Marcelo Cirino); Márcio Araújo, Canteros e Everton; Gabriel (Alan Patrick), Eduardo da Silva (Paulinho) e Emerson. Técnico: Cristóvão Borges.

ATLÉTICO-MG - Victor; Patric, Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos; Rafael Carioca (Josué), Giovanni Augusto (Leandro Donizete), Dátolo e Maicosuel; Thiago Ribeiro (Dodô) e Lucas Pratto. Técnico: Levir Culpi.

GOLS - Samir (contra), aos 21, e Lucas Pratto, aos 40 minutos do primeiro tempo.

CARTÃO AMARELO - Não houve.

CARTÃO VERMELHO - Patric (Atlético-MG).

ÁRBITRO - Thiago Duarte Peixoto (SP).

RENDA - R$ 1.397.007,50.

PÚBLICO - 36.774 pagantes (42.318 no total).

LOCAL - Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.