Bruno Cantini/Atlético-MG
Bruno Cantini/Atlético-MG

Atlético-MG joga para encaminhar permanência na elite e vaga na Sul-Americana

Time de Vagner Mancini ocupa a 13ª colocação com 41 pontos

Redação, Estadão Conteúdo

24 de novembro de 2019 | 15h15

Ainda ameaçado pelo rebaixamento, o Atlético-MG encara o Athletico-PR neste domingo, às 16 horas, no Mineirão, em Belo Horizonte, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. A missão do Atlético é conseguir o maior número de pontos na reta final do torneio para não correr mais nenhum risco de rebaixamento e se garantir na próxima edição da Copa Sul-Americana. Em um cenário pouco provável ainda pensa na classificação à fase preliminar da Copa Libertadores.

Ainda que esteja longe de encantar, o time mineiro passa por uma boa fase. Não perde há quatro jogos e precisa de poucos pontos para evitar matematicamente a queda. Hoje, o Atlético ocupa a 13ª posição e soma 41 pontos, seis a mais que o Fluminense, que abre a zona de rebaixamento.

Vagner Mancini confirmou a presença de Cazares no time titular de sua equipe neste confronto, assim como admitiu a possibilidade de utilizar o meia Vinicius atuando recuado, como um volante, neste setor do campo. O treinador encheu a bola dos dois jogadores, exaltando as características de cada um.

Cazares vinha sendo reserva nas últimas partidas, o que, segundo ele, não foi um problema. O jogador é conhecido pela sua qualidade técnica, mas, também, por alguns episódios de indisciplina. Ele não balança as redes há mais de três meses.

"Estava tranquilo, esperando que os jogadores em campo ajudassem o time. Isso é bom pra todos nós, não só para mim. Jogando ou não, vou continuar torcendo para meus companheiros", disse o equatoriano.

Ao mesmo tempo, Mancini fez mistério ao dizer também que poderá escalar Ramón Martínez, que volta a estar disponível após servir a seleção paraguaia e que tem características mais defensivas, como substituto de Jair, suspenso. Otero, outro que esteve com a sua seleção, a venezuelana, também retorna.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.