Atlético-MG marca no fim e arranca o empate com a Chapecoense

Equipe mineira volta decidida no intervalo, reage e empata partida no fim com gol do zagueiro Leonardo Silva, em Chapecó

Rafael Thomé, Estadão Conteúdo

06 de agosto de 2014 | 23h25

Uma boa conversa resolve problemas. No oeste catarinense, em partida recuperada da 10ª rodada do Brasileirão, o Atlético Mineiro foi para o intervalo com a derrota parcial por 1 a 0 para a Chapecoense, mas voltou decidido a buscar um resultado melhor e conseguiu o empate aos 47 minutos do segundo tempo, em cabeçada de Leonardo Silva, na Arena Condá, em Chapecó.

O gol de Jaílton no final do primeiro tempo deu a oportunidade ao clube catarinense de tentar segurar a pressão mineira na etapa final. Porém, depois de tanto insistir, o time mineiro empatou em 1 a 1 e subiu para a nona colocação, com 19 pontos. Do outro lado, a equipe catarinense vai à 12ª posição com 15 pontos.

Logo no começo do jogo, o Atlético mostrou que queria se aproximar do pelotão de frente. Antes do primeiro minuto, Diego Tardelli recebeu na intermediária e soltou a bomba, por cima do gol de Danilo. Enquanto o meia organiza o jogo e criava as melhores oportunidades, o time da casa ameaçava nos contra-ataques com o atacante Fabinho Alves.

Aos 12 minutos, André teve a primeira chance dentro da área. O atacante recebeu de Guilherme, girou sobre o zagueiro, mas bateu fraco, nas mãos do goleiro. Pouco depois, Tardelli se livrou de dois marcadores e chutou para outra defesa segura de Danilo.

O Atlético jogava melhor, mas no futebol não há justiça. Aos 43 minutos, Jaílton aproveita desvio na primeira trave, após cobrança de escanteio, e escora de cabeça para o fundo das redes.

A conversa no intervalo fez bem ao time visitante. Determinado a buscar o empate, o técnico Levir Culpi sacou o apagado Maicosuel para a entrada de Dátolo, e procurou mais movimentação na frente com a entrada de Luan no lugar de André.

As mudanças surtiram efeito e o Atlético ganhou maior poder ofensivo. Depois de dois bons chutes de fora da área, Luan acertou a trave na terceira tentativa. Em seguida, foi a vez de Marcos Rocha parar em mais uma boa defesa de Danilo.

A insistência deu certo. Na base do abafa, o clube mineiro empurrou a Chapecoense para dentro da área. Aos 47 minutos, após sequências de cruzamentos, o Atlético-MG conseguiu escanteio. O goleiro Victor foi para a área, mas quem testou firme para o gol foi o zagueiro Leonardo Silva, garantindo o empate.

FICHA TÉCNICA:

CHAPECOENSE 1 x 1 ATLÉTICO-MG

CHAPECOENSE - Danilo; Fabiano, Jaílton, Rafael Lima e Neuton (Ednei); Wanderson, Abuda, Dedé e Nenén (Zezinho); Bruno Rangel e Fabinho Alves (Mailson). Técnico: Celso Rodrigues.

ATLÉTICO-MG - Victor; Marcos Rocha, Réver (Jemerson), Leonardo Silva e Emerson Conceição; Pierre, Josué, Maicosuel (Dátolo) e Guilherme; Diego Tardelli e André (Luan). Técnico: Levir Culpi.

GOLS - Jaílton, aos 41 minutos do primeiro tempo. Leonardo Silva, aos 47 do segundo tempo.

ÁRBITRO - Wilton Pereira de Sampaio (GO).

CARTÕES AMARELOS - Rafael Lima (Chapecoense); Marcos Rocha (Atlético-MG).

RENDA E PÚBLICO - Não divulgados.

LOCAL - Arena Condá, em Chapecó (SC).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.