Mowa Press/ Divulgação
Mowa Press/ Divulgação

Atlético-MG não pretende entrar em leilão por Ronaldinho Gaúcho

Meia tem contrato até o fim da temporada e ainda não definiu seu futuro. Fluminense está interessado

O Estado de S. Paulo

20 de novembro de 2012 | 13h39

SÃO PAULO - Ronaldinho Gaúcho já é bem grandinho para saber o que é melhor para ele. Não foi com essas palavras, mas esse é o recado do presidente do Atlético-MG em relação à permanência do meia em Belo Horizonte. Ronaldinho tem acordo com o Atlético até o fim do Brasileirão e ainda não sabe qual será o seu destino em 2013.

Na rodada do fim de semana, o jogador teve seu nome ovacionado pela torcida e agradeceu o carinho. Mas isso não garante que ele fique em Minas. O Fluminense demonstrou interesse em levar o meia de volta para o Rio de Janeiro. E ele parece aberto a ouvir a proposta do clube das Laranjeiras, atual campeão brasileiro.

Alexandre Kalil, presidente do Atlético-MG, já disse que não vai entrar em leilão por Ronaldinho. Nem pretende competir com patrocinadores fortes, como é o caso do Fluminense, que tem a Unimed como parceira. "Nós não vamos competir com empresa de hospital. Aqui é clube de futebol, não tem ninguém que coloca dinheiro. Se ele achar que é melhor ambiente, que deve sair, que vá com Deus, tudo certinho", disse Kalil, em entrevista à Fox Sports.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.