Atlético-MG pede ajuda da torcida

O técnico do Atlético-MG, Abel Braga, quer o Mineirão lotado nesta quarta-feira à noite, contra o Goiás, quando o time precisa reverter a desvantagem do primeiro confronto, vencido por 3 a 1 pelo adversário, para prosseguir na Copa do Brasil. Segundo Braga, o time, que vem de vitória por 3 a 1 sobre o Rio Branco, domingo, pelo Campeonato Estadual, estará completo e tem plenas condições de superar o forte Goiás, mas o apoio dos torcedores é fundamental. "Precisamos da força da massa atleticana para buscar o resultado", disse o treinador. Pensando nisso, o presidente do clube, Ricardo Guimarães, que assumiu interinamente o cargo no início da semana em substituição ao licenciado Nélio Brant, reduziu de R$ 10,00 para R$ 3,00 o preço dos ingressos e espera que 50 mil pessoas compareçam. Para tentar vencer o Goiás e quebrar um tabu na Copa do Brasil - nas duas vezes anteriores que se enfrentaram na competição, em 1989 e 1990, os goianos desclassificaram o Alvinegro -, Braga terá em campo o que possui de melhor. Velloso, no gol, terá à frente os zagueiros Carlão e Luiz Carlos, incumbidos, junto com os meias Anderson e Romeu, de barrar as sempre perigosas investidas dos atacantes goianos Dill e Araújo. O treinador acredita que o Goiás virá fechado, com três volantes, e quer atenção máxima para os contragolpes do adversário. Paulo César e Ronildo serão os laterais e Alexandre e Lincoln, os apoiadores. Na frente, Marques e Guilherme, que completa 100 jogos pelo clube, são as principais esperanças de gol. O treinador só não poderá contar, no banco, com o centroavante Valdir "Bigode", cujo contrato está vencido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.