Bruno Cantini/ Atlético-MG
Bruno Cantini/ Atlético-MG

Atlético-MG pegará Coritiba pelo Brasileiro em clima de otimismo por Libertadores

Equipe acredita que se ganhar os últimos três jogos da competição vai garantir a tão sonhada vaga

Estadao Conteudo

19 Novembro 2017 | 08h14

O Atlético Mineiro ainda mantém a esperança de alcançar um lugar na próxima edição da Copa Libertadores. Com 47 pontos, em 11.º lugar na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, a equipe alvinegra enfrentará o Coritiba, neste domingo, às 17 horas, no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela 36.ª rodada.

+ Com voltas de Gabriel e Cazares, Atlético-MG terá time ideal contra o Coritiba

+ Mineiro divulga tabela e Atlético-MG e Cruzeiro farão clássico dia 4 de março

O técnico Oswaldo de Oliveira - terceiro treinador atleticano na temporada, sucedendo Rogério Micale e Roger Machado - fez contas e acredita que se o time atingir 56 pontos, ou seja, ganhar os últimos três jogos do Brasileirão, conseguirá a tão sonhada vaga na principal competição continental.

"Continuo otimista. São nove pontos a serem jogados. Nós podemos chegar a 56 pontos. Os outros times também vão jogar. Não é impossível vencermos três jogos e os adversários largarem pontos pelo caminho", projetou Oswaldo de Oliveira em entrevista durante esta semana.

Mas a missão do Atlético Mineiro não será simples, pois o time está embolado com várias outras equipes que têm as mesmas aspirações - casos de Vasco, Bahia, Chapecoense, Atlético Paranaense e São Paulo. Além disso, os três últimos oponentes na competição são equipes fortes.

O Coritiba, adversário deste domingo, vem de sete jogos de invencibilidade (quatro vitórias e três empates) e luta para permanecer na elite do futebol brasileiro em 2018, além de visualizar também uma chance de conquistar uma vaga na Copa Sul-Americana do ano que vem.

Depois, o time belo-horizontino terá pela frente o Corinthians, no estádio Itaquerão, em São Paulo, na 37.ª e penúltima rodada. Campeão antecipado do Brasileirão, o time alvinegro paulistano vem de quatro vitórias seguidas e tem jogadores ainda lutando por objetivos dentro da competição, caso do centroavante Jô, que sonha em ser o primeiro artilheiro da história corintiana em Campeonatos Brasileiros.

O Atlético Mineiro fechará a sua participação contra o Grêmio, em Belo Horizonte. A equipe tricolor gaúcha não estará mais envolvida na decisão da Copa Libertadores, pois o segundo jogo da final contra o Lanús será no dia 29 deste mês, na Argentina, três dias antes do encerramento do Brasileirão.

Resta saber qual será a motivação dos jogadores gremistas e o time escolhido pelo técnico Renato Gaúcho - titulares, misto ou reservas - para se despedir da competição. A conquista do tricampeonato continental poderia, em tese, facilitar o caminho dos atleticanos, pois os gaúchos estariam em clima de comemoração, sem grandes metas a alcançar no Brasileirão, e já pensando no Mundial de Clubes da Fifa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.