Atlético-MG precisa de paciência para reagir, diz Leão

A derrota por 3 a 0 para o Vitória, na noite de quarta-feira, colocou o Atlético-MG em situação complicada na Copa do Brasil. Para chegar às quartas-de-final, o clube precisa vencer por quatro gols de diferença na segunda partida. Aliado à goleada de 5 a 0 sofrida diante do Cruzeiro, no domingo, o resultado seria suficiente para desencadear uma crise no clube. Mas para o técnico Leão, o momento é de ter paciência para reagir.

AE, Agencia Estado

30 de abril de 2009 | 10h19

"Agora, temos que ter muita paciência. Sei que é difícil falar em paciência em um momento de duas derrotas, mas temos que ter muita paciência, nos reorganizar para poder voltar a jogar o que nós sabemos", disse o treinador, que pediu maior empenho dos jogadores nas próximas partidas.

"Temos de nos reagrupar com tranquilidade, inteligência e, inegavelmente, com um esforço maior. Vamos levantar, trabalhar, conversar, nos preparar e aquilo que tiver que fazer vamos fazer", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.