Bruno Cantini/Atlético-MG
Bruno Cantini/Atlético-MG

Atlético-MG quer aproveitar embalo em jogo contra a Chapecoense na Copa do Brasil

Equipe de Thiago Larghi vem de importante vitória sobre o Corinthians pelo Brasileirão

Estadão Conteúdo

02 Maio 2018 | 06h26

Após importante vitória sobre o Corinthians por 1 a 0, pelo Campeonato Brasileiro, o Atlético Mineiro volta as suas atenções para a Copa do Brasil e enfrenta a Chapecoense, no estádio Independência, em Belo Horizonte, nesta quarta-feira, às 19h30, pela partida de ida das oitavas de final.

+ Atlético-MG renova com Patric antes de receber a Chapecoense pela Copa do Brasil

O objetivo é fazer um bom resultado para jogar com o regulamento no segundo jogo. O duelo de volta está marcado para o próximo dia 16, às 19h30, na Arena Condá, em Chapecó (SC). A confiança da torcida mineira também aumentou porque já foram comprados quase 17 mil ingressos, o que deve deixar o estádio Independência lotado.

Como disputou a Copa Libertadores, a Chapecoense faz a sua estreia na Copa do Brasil nas oitavas de final. A campanha na competição sul-americana, no entanto, não foi como esperado. O time catarinense foi eliminado antes mesmo da fase de grupos pelo Nacional, do Uruguai, com duas derrotas por 1 a 0.

Se o momento atleticano é bom, a sua campanha na competição teve altos e baixos. Na primeira fase se classificou com um empate por 1 a 1 contra o Atlético Acreano-AC, na Arena da Floresta, em Rio Branco. Na sequência, passou pelo Botafogo-PB com uma goleada por 4 a 0, em pleno estádio Almeidão, em João Pessoa. Na terceira fase, quando os confrontos começaram a ser disputados em partidas de ida e volta, bateu o Figueirense fora por 1 a 0, mas perdeu por 2 a 1 em casa e avançou nos pênaltis. Na sequência, passou pelo Ferroviário-CE com mais uma vitória por 4 a 0, em Belo Horizonte, e empate por 2 a 2 no Ceará.

OS TIMES

O técnico Thiago Larghi, do Atlético-MG, confirmou o retorno do experiente zagueiro Leonardo Silva, que estava se recuperando de lesão muscular. Sem atuar desde a final do Campeonato Mineiro, no dia 8 de abril, o defensor entra na vaga de Bremer, que vinha formando dupla com Gabriel. Quem também está recuperado e pode ser relacionado é o meia Cazares. No entanto, o equatoriano deve ficar apenas como opção no banco de reservas.

"Estas opções são importantes porque são jogadores experientes. O Leo (Leonardo Silva) deve entrar, mas o Cazares, talvez, durante o jogo", avisou Thiago Larghi.

A Chapecoense vem de empate sem gols com o Palmeiras, em São Paulo, no último domingo, pelo Brasileirão. O técnico Gilson Kleina aprovou a atuação da equipe e deve repetir a formação titular. "O conjunto, neste momento, é a nossa principal arma. Será um jogo difícil porque teremos que saber sofrer com a pressão atleticana", alertou.

Apesar de seguir sem vencer no Brasileirão, o resultado foi visto como positivo por ter acabado com uma sequência de seis partidas sofrendo gols. Mas com dois pontos, ocupa posição perigosa, bem perto da zona de rebaixamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.