Atlético-MG quer casa cheia para ficar

Para tentar assegurar a permanência do clube na Série A do Campeonato Brasileiro, a diretoria do Atlético-MG quer levar mais de 60 mil torcedores ao Estádio Mineirão no jogo contra o São Caetano, no próximo domingo. Para isso, os dirigentes alvinegros anunciaram nesta segunda-feira a redução dos preços dos ingressos e apelaram para a torcida. ?Será um compromisso difícil, mas o Mineirão estará lotado e tenho certeza que os jogadores vão fazer a sua parte?, disse o presidente Ricardo Guimarães. Para a partida contra a equipe do ABC paulista, a arquibancada custará R$ 5; a geral R$ 2 e a inferior R$ 1. Pouco mais de 66 mil ingressos serão colocados antecipadamente à venda. O jogo marca o retorno da equipe mineira ao estádio após quase dois meses. Na última partida, no dia 24 de outubro, o Galo goleou seu maior rival, o Cruzeiro, por 3 a 0. Após a sofrida vitória por 1 a 0 sobre o Grêmio, no último sábado, o time mineiro escapa do descenso, sem depender de nenhum outro resultado, com mais um triunfo. ?O Atlético conquistou o direito de depender só dele agora?, observou o técnico Procópio Cardoso, que também conclamou a torcida a comparecer em massa ao Mineirão. ?Peço à torcida que vá ao campo, grite, cante o hino, nos ajude a sair dessa situação difícil?. Caso consiga manter o clube na primeira divisão do Brasileiro, o treinador poderá até permanecer no comando do time. Foi o que admitiu ontem Guimarães. ?Se a gente se livrar do rebaixamento, ele passa a ser o nome mais forte para continuar dirigindo o Atlético em 2005?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.