Pedro Souza / Atlético-MG
Pedro Souza / Atlético-MG

Atlético-MG recebe Ferroviário para começar a confirmar favoritismo

Time cearense tenta surpreender mais um adversário na Copa do Brasil

Leandro Silveira, Estadão Conteúdo

04 de abril de 2018 | 07h26

O Atlético Mineiro não pode reclamar da sorte na Copa do Brasil. Após só eliminar o Figueirense na disputa de pênaltis, o time terá pela frente o cearense Ferroviário na quarta fase, tendo sido o único time da primeira divisão nacional que vai encarar um clube da Série D. Confirmar esse favoritismo e evitar uma zebra é o desafio do time a partir das 19h30 desta quarta-feira, no Independência, palco do jogo de ida do confronto.

+ Gabriel tira final da cabeça e promete Atlético-MG focado no Ferroviário

+ Larghi faz mistério e relaciona Atlético-MG sem quatro titulares para quarta

Embalado pela vitória no primeiro duelo da final do Campeonato Mineiro, domingo, quando derrotou o rival Cruzeiro por 3 a 1 naquela que foi a sua melhor atuação em 2018, o Atlético entrará em campo com a intenção de ampliar esse momento positivo e evitar o susto que levou na terceira fase. Naquela oportunidade, até venceu o Figueirense por 1 a 0 em Florianópolis, mas perdeu em casa por 2 a 1, só avançando na disputa de pênaltis.

Para a partida, o técnico Thiago Larghi fez mistério nesta terça-feira e fechou à imprensa o último treino. O clima foi amenizado momentos mais tarde com a divulgação da lista de relacionados sem quatro titulares, indicando que levará a campo uma escalação alternativa. O zagueiro Leonardo Silva, os volantes Adilson e Elias e o atacante Luan estão fora.

Leonardo Silva e Elias são dois nomes experientes do elenco, enquanto que Adilson e Luan passaram recentemente por problemas físicos. Na defesa, o Atlético Mineiro pode ter Felipe Santana ou Bremer, enquanto Arouca e Gustavo Blanco devem formar a dupla de volantes. No ataque, Erik é o favorito para ser titular.

Thiago Larghi só vai confirmar a escalação do Atlético Mineiro momentos antes da partida, mas uma possível equipe para encarar o Ferroviário é: Victor; Patric, Gabriel, Bremer (Felipe Santana) e Fábio Santos; Arouca e Gustavo Blanco; Otero, Cazares e Erik; Ricardo Oliveira.

A vitória no clássico deu esperanças ao Atlético de ter resgatado a sua força como mandante. Afinal, o confronto com o Ferroviário será o sétimo seguido do time no Independência. E, exceto pela derrota para o Figueirense, o time só ganhou. Agora, então, a meta é fechar a série com o sexto triunfo e aproveitar o bom momento do sistema defensivo, que sofreu apenas um gol nos últimos quatro duelos.

"A gente sempre pensa no próximo jogo como o mais importante e é assim que tem que ser porque não dá para você pensar no jogo de domingo sem jogar na quarta-feira. Então, a gente tem que manter o foco na quarta-feira, no Ferroviário, que vai ser um adversário complicado aqui dentro de casa para conseguirmos uma vantagem para o jogo da volta. Depois, pensar no jogo de domingo", afirmou o volante Yago, que deverá ficar como opção no banco de reservas.

Eliminado na fase de grupos da Copa do Nordeste e também fora do Campeonato Cearense - caiu na segunda etapa -, o Ferroviário tenta continuar surpreendendo na Copa do Brasil, após passar por Sport e Vila Nova nas duas etapas anteriores - passou também pelo sergipano Confiança.

De qualquer forma, o time já faz a sua melhor campanha na história da Copa do Brasil e acumula uma premiação acumulada de R$ 4,3 milhões, valor que pode atingir os R$ 6,1 milhões caso se garanta nas oitavas de final, algo que pode fazer diferença para o Ferroviário, que vai disputar a Série D. O elenco está em reformulação para a disputa da quarta divisão nacional. E a sua grande atração será o atacante Mota, campeão brasileiro em 2003 pelo Cruzeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.