Atlético-MG sem novidade na quinta

O Atlético-MG deve estrear no Supercampeonato Mineiro, quinta-feira à noite, contra a Caldense - campeã do Estadual deste ano, do qual o Alvinegro, o Cruzeiro e o América não participaram - sem novidades em relação ao time desclassificado nas semifinais das Copas Sul-Minas e do Brasil. Contudo, o técnico Levir Culpi terá um importante desfalque: o meia Gilberto Silva, que está com a seleção brasileira. Como os dirigentes não conseguiram um reforço para a posição, até este início de semana, embora Ricardinho, do Sport, esteja em negociações com o clube, o mais provável é que o zagueiro Erlon seja improvisado no setor, formando a dupla de volantes com Bosco. O Atlético também busca um goleiro - um dos nomes em estudo é o de Eduardo, do Bangu -, mas Milagres deve ser mantido contra a Caldense. Salários - O plano da diretoria de renegociar salários com os atletas mais bem pagos da equipe, para tentar equilibrar as finanças, foi iniciado na sexta-feira. O centroavante Guilherme concordou com o corte proposto nos vencimentos e não revelado para a imprensa. O meia Djair ficou de dar resposta até o fim da semana. Nesta terça-feira, é a vez do atacante Marques reunir-se com os dirigentes. O jogador, no Alvinegro há cinco anos e constantemente destaque do time, não gostou da idéia e pode não entrar em acordo. Caso isso aconteça, dá lugar ao reserva Kim no jogo com a Caldense.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.