Lucas Merçon / Fluminense
Lucas Merçon / Fluminense

Atlético-MG supera o Fluminense e fica a um empate da semifinal da Copa do Brasil

No Rio, equipe mineira faz 2 a 1 e abre ótima vantagem pelas quartas de final

Wilson Baldini Jr., O Estado de S.Paulo

26 de agosto de 2021 | 23h39

O Atlético-MG derrotou o Fluminense, nesta quinta-feira, no Engenhão, por 2 a 1, e só vai precisar de um empate, dia 15 de setembro, no Mineirão, para se classificar à semifinal da Copa do Brasil.  

O duelo desta quinta-feira foi mais disputado que o de segunda-feira pelo Campeonato Brasileiro, em São Januário, terminado em 1 a 1. O Fluminense teve a mesma postura, ao esperar o Atlético em seu campo no início, mas foi mais rápido nos contra-ataques.

A partida teve ritmo forte todo o tempo. O Atlético foi mais intenso na marcação da saída de bola do Fluminense e Vargas roubou a bola de Fred e tocou para Hulk, que na entrada da área finalizou por cima da meta de Marcos Felipe, aos oito minutos.

O Fluminense não se intimidou e respondeu dois minutos depois com Luiz Henrique, que exigiu boa defesa de Everson. A disputa ficou aberta e o Atlético abriu o placar, aos 13 minutos, com Nacho Fernández, completando boa jogada de Vargas pela direita. O lance precisou do VAR para confirmar que toda a bola passou a linha de gol.

A partir daí a iniciativa passou a ser dos cariocas e Nino quase empatou, aos 29 minutos, ao desviar de cabeça, mas o arqueiro atleticano apareceu mais uma vez muito bem. De tanto insistir, o Fluminense obteve um pênalti, após Arana chutar infantilmente Nino dentro da área. Mais uma vez o árbitro Anderson Daronco precisou do VAR.

Fred, como sempre, bateu com categoria e empatou a partida, aos 41 minutos. Este foi o gol 194 do atacante pelo Fluminense e o de número 36 na Copa do Brasil, tornando o maior artilheiro da competição, ao lado de Romário.

Mas ainda havia tempo para uma linda jogada do Atlético. Aos 48 minutos, Hulk tabelou com Nacho e saiu diante de Marcos Felipe para recolocar os mineiros à frente no placar.

Mesmo com a vantagem no placar, o Atlético voltou pressionando o Fluminense, aproveitando o bom toque de bola e o entrosamento do setor ofensivo. Aos quatro minutos, Nacho perdeu bola oportunidade.

Com o passar do tempo, o Fluminense buscou de todas as formas o empate, forçando com bolas alçadas na área e em uma delas, aos 31 minutos, Fred cabeceou na trave. O avanço dos cariocas proporcionou espaços para os mineiros, que poderiam ter obtido uma vantagem decisiva na disputa pela vaga na semifinal. 

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 1 X 2 ATLÉTICO-MG

FLUMINENSE - Marcos Felipe; Samuel Xavier, Nino, Luccas Claro e Egídio; André, Martinelli (Nonato) e Yago Felipe (Nenê); Luiz Henrique (Arias), Fred (Bobadilla) e Lucca (Gabriel Teixeira). Técnico: Marcão. 

ATLÉTICO-MG - Everson; Guga, Igor Rabello, Júnior Alonso e Guilherme Arana; Allan (Réver), Zaracho e Nacho Fernández (Tchê Tchê); Savarino (Nathan), Hulk (Eduardo Sasha) e Vargas (Keno). Técnico: Cuca.

GOLS - Nacho Fernández aos 13, Fred aos 41 e Hulk aos 48 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Anderson Daronco (RS).

CARTÕES AMARELOS - Lucca, Fred, Allan.

RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.

LOCAL - Engenhão, no Rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.