Bruno Haddad/Divulgação
Bruno Haddad/Divulgação

Atlético-MG supera o Fluminense e mantém perseguição ao líder

Time mineiro mantém distância de quatro pontos para o Corinthians

LUCIANO PÁDUA, ESPECIAL PARA o Estado, Estadão Conteúdo

30 de agosto de 2015 | 18h16

Mesmo atuando fora de casa, o Atlético Mineiro se impôs diante do Fluminense e o derrotou por 2 a 1, no Maracanã, neste domingo, em partida válida pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, mantendo a perseguição ao líder Corinthians. Já o Fluminense ficou fora do G-4, grupo dos times que se classificam para a próxima Copa Libertadores, com esse tropeço.

Com esse resultado, o Fluminense está com 33 pontos, na sexta posição da tabela. Com a vitória, o Atlético-MG chegou aos 42 pontos e está na vice-liderança do Brasileirão.

As equipes voltam a campo na próxima semana para a 22ª rodada. O Fluminense vai enfrentar o Corinthians, no Itaquerão, em São Paulo, na quarta-feira, às 22h. O Atlético-MG recebe o Atlético Paranaense no Estádio Independência, em Belo Horizonte, às 21 horas.

O Atlético começou jogando melhor, bem posicionado em campo. O Fluminense buscava se acertar para criar jogadas de perigo. Aos 10 minutos, Diego Cavalieri teve que fazer boa defesa após um chute perigoso de Thiago Ribeiro da intermediária. Mesmo jogando pior, o clube carioca fez uma boa jogada pela esquerda aos 17 minutos e, em cruzamento de Gustavo Scarpa, Wellington Paulista cabeceou para fora uma chance muito clara de gol.

Aos 21, o Atlético levou o domínio da partida para o placar. Em lançamento de Luan, Giovanni Augusto cabeceou no canto esquerdo e marcou o primeiro gol do time mineiro. O Fluminense seguiu mal na primeira etapa. O time estava lento e errava muitos passes, para desespero dos torcedores.

No intervalo, Enderson Moreira colocou Gerson no lugar de Victor Oliveira e a mudança surtiu efeito: no primeiro minuto da segunda etapa Wellington Paulista recebeu bom lançamento de Gum e empatou o jogo para os cariocas. No minuto seguinte, Jean bateu forte da entrada da área, obrigando o goleiro do Atlético a fazer boa defesa. Ronaldinho Gaúcho foi substituído por Magno Alves. A torcida chegou a vaiar o camisa 10 do Fluminense no seu reencontro com o Atlético.

A equipe carioca conseguiu equilibrar o jogo no segundo tempo, mas Patric, em jogada rápida com Marcos Rocha na linha de fundo, fez o segundo gol do Atlético, aos 37 minutos.

Os cariocas pressionaram no final e se lançaram para o ataque, abrindo espaços para contra-ataques do Atlético. Aos 42, Diego Cavalieri teve de fazer boa defesa em chute de Giovanni Augusto. Aos 44, Patric teve muito espaço, bateu colocado de fora da área e a bola passou rente à trave. O Fluminense lutou e, em levantamento de Vinícius, Cícero cabeceou no travessão, aos 46 minutos do segundo tempo. Assim, o jogo terminou mesmo com a vitória do Atlético.

FLUMINENSE 0 X 1 ATLÉTICO-MG

FLUMINENSE - Diego Cavalieri; Renato (Vinicius), Gum, Marlon, Victor Oliveira (Gerson); Edson, Jean, Ronaldinho Gaúcho (Magno Alves), Gustavo Scarpa, Cícero; e Wellington Paulista. Técnico: Enderson Moreira.

ATLÉTICO-MG - Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson, Douglas Santos; Rafael Carioca, Leandro Donizete, Giovanni Augusto; Luan (Patric), Thiago Ribeiro (Dátolo) e Lucas Pratto. Técnico: Levir Culpi.

GOLS - Giovanni Augusto, aos 21 minutos do primeiro tempo, Wellington Paulista, ao 1º minuto do segundo tempo e Patric, aos 37 do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Wellington Paulista, Cícero e Marlon (Fluminense); Lucas Pratto, Rafael Carioca e Luan (Atlético-MG)

ÁRBITRO - Marielson Alves da Silva (BA)

PÚBLICO - 20 533 (17 186 pagantes)

RENDA - R$ 756 925,00

LOCAL - Estádio do Maracanã, no Rio (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.