Atlético-MG supera Vitória e encosta no líder Palmeiras

Time de Celso Roth ganha por 1 a 0 no Mineirão e fica apenas um ponto atrás da equipe paulista

BRUNO MARQUES, Agencia Estado

24 de outubro de 2009 | 21h08

Marcelo Prates/Hoje em Dia

Diego Tardelli marca o gol que deu a vitória ao Atlético Mineiro, por 1 a 0, no Mineirão lotado

BELO HORIZONTE - Diante de quase 60 mil torcedores e com um gol de Diego Tardelli, que se isolou na artilharia do Campeonato Brasileiro, com 16 gols, o Atlético-MG confirmou a boa fase e venceu o Vitória por 1 a 0 neste sábado, no Mineirão, em partida válida pela 31.ª rodada. Com o resultado positivo, o time chegou a 53 pontos, se manteve em segundo na tabela e encostou no líder Palmeiras, que tem 54. A equipe baiana continua com 44 pontos e provisoriamente na nona posição.

Veja também:

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

O gol que definiu o jogo saiu aos 28 minutos do primeiro tempo. Após roubar a bola, o lateral-direito Coelho tabelou com Tardelli e o artilheiro chutou cruzado da meia-lua, acertando o canto esquerdo do goleiro Viáfara. Com o gol, Tardelli assumiu sozinho a artilharia do torneio. Adriano, do Flamengo, e Alecsandro, do Internacional, têm 15 gols cada.

O Atlético, mesmo errando muitos passes na etapa inicial, começou a dominar a partida desde os dez minutos de jogo. Apesar de oferecer perigo em algumas jogadas isoladas, o Vitória entrou em campo mais preocupado em se defender e ofereceu pouco combate ao time mineiro.

No final do primeiro tempo, os atleticanos por pouco não ampliaram o placar. O meia Ricardinho fez bom passe para Serginho, que recebeu a bola dentro da área do Vitória, pela direita, e chutou forte contra o arqueiro do Vitória, que fez boa defesa.

Sem conseguir o resultado esperado, os baianos abandonaram a retranca e voltaram do vestiário mais ofensivos. O técnico Vágner Mancini substituiu o atacante Roger por Leandrão e tirou o lateral-direito Nino para a entrada do atacante Neto Berola. Com as alterações, o Vitória passou a marcar mais presença na intermediária do Atlético, ameaçando a meta do goleiro Carini.

O Atlético resistiu à pressão do Vitória e voltou a atacar. A pedido da torcida, o técnico Celso Roth substituiu o atacante Rentería pelo veterano Marques, que voltou aos campos depois de quase um ano parado. Aos 29 minutos do segundo tempo, Diego Tardelli foi derrubado na área por Wellington e o árbitro Elmo Alves Resende Cunha marcou pênalti. O atacante bateu para fora e perdeu a chance de marcar o seu 17.º gol e se isolar ainda mais na artilharia.

O Vitória continuou pressionando durante todo o segundo tempo, mas não conseguiu transformar as jogadas de ataque em gols. As chances de empate terminaram aos 42 minutos, quando Leandro recebeu cartão amarelo por cometer uma falta. O jogador reclamou da marcação e recebeu o segundo amarelo e, em seguida, foi expulso, deixando o time baiano com um a menos em campo.

O próximo jogo do Atlético será na quinta-feira, contra o lanterna Fluminense, no Maracanã. Já o Vitória receberá o Corinthians, em Salvador, na quarta, no Barradão.

ATLÉTICO-MG 1 x 0 VITÓRIA

Atlético-MG - Carini; Coelho (Renan), Jorge Luiz, Werley e Thiago Feltri; Jonílson, Serginho (Evandro), Márcio Araújo e Ricardinho; Diego Tardelli e Rentería (Marques). Técnico: Celso Roth.

Vitória - Viáfara; Nino (Neto Berola), Wallace, Fábio Ferreira e Leandro; Magal, Wellington, Willian e Jackson; Gláucio e Roger (Leandrão). Técnico: Vágner Mancini.

Gol - Diego Tardelli, aos 28 minutos do primeiro tempo.

Cartões amarelos - Thiago Feltri, Marques e Diego Tardelli (Atlético-MG); Nino, Roger, Wallace, Willian e Magal (Vitória).

Cartão vermelho - Leandro (Vitória).

Árbitro - Elmo Alves Resende Cunha (GO).

Renda - R$ 835.255,00.

Público - 57.901 pagantes.

Local - Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.