Atlético-MG tem novo técnico: Geninho

A diretoria do Atlético-MG confirmou, nesta quarta-feira, que Eugênio Machado Souto, o Geninho, desligado terça-feira do Atlético-PR, chega no início da próxima semana a Belo Horizonte para fechar contrato e ser o treinador do time no Campeonato Brasileiro. De acordo com o presidente do Conselho Deliberativo do clube mineiro, Alexandre Kalil, Geninho foi contactado por telefone, pela manhã, e houve um "acerto verbal" entre as partes. "Na segunda-feira, ele estará na nossa sede e vamos definir os detalhes do contrato." Campeão brasileiro com o Atlético-PR no ano passado, Geninho substitui Levir Culpi, que deixou o clube na semana passada depois de um ano de trabalho. O motivo do pedido de demissão de Levir foram a desclassificação do time na semifinal da Copa Sul-Minas e da Copa do Brasil e a goleada por 4 a 2 sofrida para a Caldense, na estréia do Supercampeonato Mineiro. O técnico justificou sua decisão afirmando que "não tinha mais capacidade para mobilizar o grupo de jogadores", bastante abalado com os resultados negativos. Já Geninho abandonou o comando da equipe paranaense por não concordar com a proposta de redução de seu salário, de cerca de R$ 90 mil. Embora no Atlético-MG também esteja em curso um proceso de cortes salariais de atletas e de comissão técnica, a intenção dos dirigentes mineiros era contratar um "técnico de ponta" para a vaga de Levir. Isto pode significar que Geninho tenha o patamar salarial, pelo menos, mantido. Enquanto o novo técnico não chega, o time segue sendo comandado pelo ex-meia Marcelo Oliveira, que vinha orientando os juniores do Atlético-MG. Marcelo estreou bem na direção da equipe, vencendo o Mamoré por 2 a 0, domingo, na segunda rodada do Supercampeonato Mineiro. O próximo compromisso é o clássico contra o Cruzeiro, no fim de semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.