Bruno Cantini/Atlético
Bruno Cantini/Atlético

Atlético-MG vai a Goiânia na busca para 'recuperar' pontos perdidos em casa

Mesmo com decisão na Copa Sul-Americana no meio da semana, técnico Rodrigo Santana quer se manter na perseguição aos primeiros colocados do Brasileiro

Redação, Estadão Conteúdo

28 de julho de 2019 | 11h56

Mesmo tendo um importante compromisso no meio de semana pela Copa Sul-Americana, o Atlético-MG não pensa em poupar a equipe na partida deste domingo, às 19h, contra o Goiás no Serra Dourada, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. A ideia do técnico Rodrigo Santana é se manter na perseguição ferrenha aos primeiros colocados na tabela.

É que os 20 pontos na classificação e a constante presença da equipe mineira entre os quatro primeiros colocados mantêm a concentração total em uma vitória em Goiânia, fazendo com que a estratégia do treinador seja diferente da que foi adotada na vitória sobre a Chapecoense, pela décima rodada. Naquela ocasião, a equipe se preparava para enfrentar o Cruzeiro, na partida de volta das quartas de final da Copa do Brasil.

O triunfo de 1 a 0 no meio de semana diante do Botafogo, fora de casa, na partida de ida das oitavas de final do torneio continental, de certa forma devolveu a tranquilidade ao elenco atleticano. Mas o empate em 2 a 2 diante do Fortaleza no Independência, no último domingo, pela competição nacional, manteve o elenco atleticano em débito com sua torcida, o que faz com que a decisão de poupar o time para o novo duelo no meio de semana contra os cariocas seja evitada.

Justamente por isso, de acordo com o comandante atleticano, a calmaria não significa relaxamento. "Deixamos de somar três pontos aqui no Brasileirão. Temos que ir com uma equipe forte para procurar somar pontos fora de casa. Se der para trazer a vitória, melhor, mas temos que trazer pelo menos um ponto", afirmou Rodrigo Santana.

Uma das opções para o ataque atleticano, o jovem atacante Papagaio projetou o duelo deste domingo olhando para a classificação. "Eles têm um jogo a menos, e essa partida com a gente é essencial para eles, pois, quando igualarem o número de jogos, quem sabe não estão figurando na parte de cima da tabela", comentou o jogador, lembrando que o adversário tem um jogo ainda a cumprir contra o Corinthians, adiado da sétima rodada.

Em termos de escalação, o Atlético-MG continuará sem contar com o goleiro Victor, que ainda se recupera de uma tendinite no joelho, e deve ser substituído novamente por Cleiton. No meio, Cazares, afetado por uma conjuntivite, também permanece de fora.

Santana deve ainda esperar pelo processo de reabilitação física dos jogadores que foram titulares contra o Botafogo para poder definir a formação que encara o Goiás. Apenas o volante Jair e o lateral-esquerdo Fábio Santos, hoje os mais desgastados depois da partida do meio de semana, deverão ficar fora da equipe titular em Goiânia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.