Bruno Cantini / Atlético-MG
Bruno Cantini / Atlético-MG

Atlético-MG vê derrota no Mineirão como 'injustiça' e 'castigo'

Equipe foi derrotada por 1 a 0 pelo Athletico-PR; Vagner Mancini admite ter errado ao substituir Cazares

Redação, Estadão Conteúdo

24 de novembro de 2019 | 19h26

Os jogadores do Atlético Mineiro e o técnico Vagner Mancini não esconderam a decepção neste domingo devido à derrota para o Athletico-PR, por 1 a 0, no Mineirão. O resultado deixou a equipe mais longe da vaga na próxima edição da Copa Libertadores.

"É difícil explicar. A gente trabalha muito, mas no futebol às vezes as coisas não saem do jeito que a gente quer. Quando não é pra acontecer, não acontece. Infelizmente o futebol é assim, injusto. Agora é trabalhar para reverter essa situação o mais rápido possível", analisou o atacante Marquinhos.

A partida foi marcada pelas chances desperdiçadas pelo time da casa. Foram dois gols anulados pelo árbitro de vídeo e uma bola na trave.

Por tudo isso, o técnico Vagner Mancini classificou a derrota como um "castigo". "Foi um jogo onde o Galo teve o domínio desde o início da partida, teve as principais chances e fazia um bom jogo. Infelizmente, o time foi lesado com um chute de fora da área, que desvia, e foi um castigo para um time que teve mais finalizações para gol, um domínio territorial", comentou.

Bastante vaiado pela torcida após tirar Cazares no segundo tempo, o treinador reconheceu o erro e assumiu a culpa pelo fraco desempenho após as alterações. "A saída do Cazares, eu reconheço que desmontou o esquema ofensivo, admito a culpa. E a do Otero também cooperou com esse desmanche do esquema, mas era uma mudança prevista, pela longa viagem que o jogador teve com a sua seleção. Além disso, todos aqueles que entraram, não estiveram bem", disse.

"Cazares vinha bem no jogo, com bons passes e infiltrações, mas o Bruninho é um cara um pouco diferente. Quando coloquei ele (Bruninho) tinha a intenção de ter um fato diferente, de quebrar as linhas. Muitas vezes a gente erra, o erro faz parte do jogo e estou aqui para admitir isso", acrescentou.

O Atlético-MG volta a jogar contra o Bahia, na próxima quarta-feira, às 21 horas, na Fonte Nova, em Salvador (BA).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.