Washington Alves/ Reuters
Washington Alves/ Reuters

Atlético-MG vence Atlético-GO em casa e se aproxima do líder São Paulo

Distância para a liderança é de quatro pontos, porém equipe mineira tem um jogo a menos

Leandro Silveira, Estadão Conteúdo

17 de janeiro de 2021 | 20h22

O Atlético-MG entrou de vez na briga pelo título do Campeonato Brasileiro. Neste domingo, com ótima atuação ofensiva, especialmente no primeiro tempo, venceu o Atlético-GO por 3 a 1, no Mineirão, pela 30.ª rodada, se aproximando do líder São Paulo. Hyoran, Alonso, Jair e Janderson marcaram os gols do jogo.

Com o triunfo, o Atlético-MG chegou aos 53 pontos, a 4 do primeiro colocado e com um jogo a menos. Já o Atlético-GO, derrotado, parou no 36, na zona intermediária da classificação.

O triunfo, com grande volume de jogo e uma marcante blitz no primeiro tempo, devolveu ao Atlético-MG a condição de melhor ataque do campeonato, com 51 gols marcados. E confirmou o ótimo desempenho do time como mandante - é o melhor do torneio, com 11 vitórias, 3 empates e 1 derrota.

O resultado também foi construído pela boa atuação de várias peças: Jair e Hyoran, que fizeram gols, e Savarino. Além disso, o Atlético-MG sobressaiu nas jogadas aéreas, tendo ido duas vezes às redes desse modo.

O time volta a jogar na quarta-feira, quando visitará o Grêmio, em Porto Alegre. No mesmo dia, o Atlético-GO vai ao Engenhão encarar o Botafogo.

O JOGO - Tendo a volta de Jair ao meio-campo como única novidade na escalação, o Atlético-MG fez um primeiro tempo brilhante diante do Atlético-GO. Conseguiu impor o seu estilo de jogo ofensivo diante do Atlético-GO e criou chances de gol em sequência, apoiado pelas atuações inspiradas de Savarino e Hyoran.

Além disso, quando não tinha a posse de bola, pressionava o Atlético-GO, com a intenção de retomá-la e seguir com a sua blitz. Teve chance com Vargas aos 6, com Savarino aos 8, após corte parcial de cobrança de escanteio, viu Jean fazer difícil defesa em finalização de Savarino aos 11 e marcou aos 13.

E foi um golaço. Matheus Vargas afastou um cruzamento de Keno, mas a bola sobrou para Hyoran. Na meia-lua, dominou no peito e bateu sem deixar a bola cair, acertando o ângulo direito da meta defendida por Jean. Marcou, assim, seu terceiro gol nos últimos três jogos.

E não parou nisso. Hyoran teve nova chance aos 17, Vargas falhou em duas oportunidades, aos 22 e aos 33, em jogadas de Savarino e Jair. O Atlético-GO, em desvantagem, não conseguia sair do campo de defesa. Só foi fazê-lo aos 39, com um cruzamento perigoso de Wellington Rato.

Só que quando parecia respirar, levou o segundo gol, aos 41 minutos, com Alonso completando para as redes uma cobrança de falta de Savarino. Assim, o Atlético-MG fez 2 a 0 em um primeiro tempo praticamente perfeito, quase fechado com o terceiro gol, numa jogada com a participação dos protagonistas da etapa inicial: Savarino e Hyoran. Mas o cabeceio do meia foi para fora.

No segundo tempo, o Atlético-MG não foi tão intenso, chegando a recuar em alguns momentos do duelo e, ainda assim, correndo riscos na defesa. Mas continuou com o jogo sob controle. E criando lances perigosos, como em uma finalização de longe de Allan, aos sete minutos. O Atlético-GO também começou a sair mais para o jogo, dando trabalho a Everson em finalização de Zé Roberto.

Mas a partida era da equipe mineira. E se Jean evitou o gol de Keno aos 15, cedendo o escanteio, no lance seguinte não houve jeito. Aos 16, Guilherme Arana executou a cobrança e Jair cabeceou para as redes: 3 a 0.

Com o placar dilatado, o jogo ficou ainda mais aberto. O Atlético-GO buscava o seu gol, perdeu chance incrível com Marlon Freitas e não falhou aos 27. Wellington Rato disparou pela esquerda e rolou para Janderson empurrar às redes. O gol premiou o bom segundo tempo da equipe goiana, que ainda teve uma boa chance com Danilo Gomes, aos 33.

O Atlético-GO conseguia se aproveitar da queda de ritmo do time da casa para ameaçá-lo. Ainda assim, a equipe mineira ainda quase marcaria pela quarta vez, em nova jogada aérea com Alonso, não fosse o corte providencial de Arnaldo.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 3 x 1 ATLÉTICO-GO

ATLÉTICO-MG - Everson; Guga, Réver, Junior Alonso e Guilherme Arana; Jair (Franco), Allan e Hyoran; Savarino (Nathan), Vargas (Eduardo Sasha) e Keno (Marrony). Técnico: Jorge Sampaoli.

ATLÉTICO-GO - Jean; Dudu, João Vitor, Éder e Natanael (Arnaldo); Pereira (Janderson), Marlon Freitas (Danilo Gomes) e Matheus Vargas; Wellington Rato, Zé Roberto (Vitor Leque) e Chico (Oliveira). Técnico: Marcelo Cabo.

GOLS - Hyoran, aos 13, e Alonso, aos 41 minutos do primeiro tempo. Jair, aos 16, e Janderson, aos 29 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Bráulio da Silva Machado (Fifa/SC).

CARTÕES AMARELOS - Wellington Rato, João Victor, Jair, Marlon Freitas e Guga.

LOCAL - Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.