Pedro Souza/ Atlético
Pedro Souza/ Atlético

Atlético-MG vence Brasiliense em ritmo de treino com três gols de Eduardo Sasha

Ainda sem poder contar com Hulk, time mineiro passa com facilidade por rival sonolento

Redação, Estadão Conteúdo

20 de abril de 2022 | 21h24

Se não tem Hulk, o Atlético-MG conta com o reserva de luxo Eduardo Sasha. Mesmo sem a presença de sua maior estrela, o time mineiro, atual campeão da Copa do Brasil, estreou com vitória fácil na terceira fase ao bater o Brasiliense por 3 a 0, nesta quarta-feira à noite, no Mineirão, pelo jogo de ida. Ainda no primeiro tempo, Sasha marcou três gols. Agora, na volta, dia 22 de maio, em local ainda indefinido, o time mineiro pode perder até por dois gols para avançar às oitavas de finais.

Hulk foi liberado para ir até Miami ver o nascimento de seu quarto filho, mas voltou a tempo de assistir ao jogo nas cadeiras cativas. O duelo começou com o Atlético-MG todo na frente, empurrando o Brasiliense para seu campo defensivo. Sem forçar, abriu o placar aos três minutos.

Calebe fez bom passe do lado esquerdo para Guilherme Arana, que cruzou rasteiro. Na pequena área, o zagueiro Gustavo Henrique se atrapalhou com o goleiro Edmar Sucuri e o atleticano Eduardo Sasha desviou de leve, quase sem querer, para as redes. Deu impressão de gol contra. O segundo saiu em seguida, aos oito minutos, após cruzamento do lado esquerdo e um toque de cabeça de Sasha na segunda trave.

O terceiro foi mais fácil ainda, porque Sasha só completou, quase em cima da linha, aos 40 minutos. Savarino cruzou para Vargas, que finalizou para a defesa parcial de Edmar Sucuri. O rebote ficou com o atacante, que fez seu primeiro hat-trick da carreira.

O segundo tempo começou em ritmo de treino, inclusive, com o visitante todo na defesa para evitar mais gols. Aos 18 minutos, Sasha saiu para a entrada de Fábio Gomes e, dois minutos depois, surgiu a melhor chance de gol, num desvio de Savarino, dentro da área, que atingiu a trave. Apesar do domínio total mineiro, visivelmente os jogadores estavam se poupando em campo. Contou também a disciplina do Brasiliense, que perdeu sem usar da violência.

Agora o Atlético-MG vira a chave e pensa no Coritiba, seu adversário pela terceira rodada do Brasileirão, sábado, às 21h, em Belo Horizonte. O Galo divide a liderança com o Corinthians, com seis pontos. O Brasiliense vai participar da segunda rodada da Série D do Brasileiro, em casa, diante do Iporá-GO. O objetivo é buscar a segunda vitória.

OUTROS JOGOS

Em Goiânia, o Red Bull Bragantino venceu o Goiás, por 2 a 1, de virada, na Serrinha. O time da casa marcou com Apodi e sofreu empate com Ytalo, de pênalti, no primeiro tempo. O gol da vitória paulista foi marcado por Luan Cândido, de cabeça, na etapa final. O segundo jogo vai acontecer dia 21 de maio, às 16h, em Bragança Paulista. O empate favorece o Bragantino.

Na Arena Castelão, o Fortaleza quebrou a série de quatro derrotas - duas pela Libertadores e duas pelo Brasileirão - ao golear o Vitória, por 3 a 0, com gols de Silvio Romero (2) e Moisés. Agora pode perder na volta por até dois gols de diferença. O segundo jogo vai ser realizado no Barradão, em Salvador, dia 12 de maio, às 19h.

O Athletico, mesmo com reservas, confirmou seu favoritismo diante do Tocantinópolis, em Tocantins, vencendo por 5 a 2. Com isso, pode perder por dois gols na volta. Para confirmar a vaga , o Athletico recebe o time de Tocantins no dia 10 de maio, às 21h30, na Arena da Baixada. O curioso é que o time do Paraná abriu 2 a 0 com gols de Marlos e Pablo, mas o time da casa empatou com Alan Maia e Rai. Depois saíram mais três gols do Athletico com Vitor Bueno (2) e Marlos.

FICHA TÉCNICA

ATLETICO-MG 3 X 0 BRASILIENSE

ATLÉTICO-MG - Everson; Guga, Igor Rabello, Réver e Guilherme Arana (Rubens); Allan (Otávio), Zaracho (Guilherme Castilho) e Calebe (Sávio); Vargas, Savarino e Eduardo Sasha (Fábio Gomes). Técnico: Antonio Mohamed.

BRASILIENSE - Edmar Sucuri; André Luiz, Badhuga, Gustavo Henrique e Erick Daltro; Railon (Radamés), Aldo e Zotti (Bernardo); Luquinhas (Daniel Alagoano), Marcão (Keynan) e Tobinha (Aloísio). Técnico: Celso Teixeira.

GOLS - Eduardo Sasha, aos 3, 8 e aos 40 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Thiago Luis Scarascati (SP).

CARTÕES AMARELOS - Allan e Guilherme Castilho (Atlético-MG). André Luiz e Marcão (Brasiliense).

RENDA - R$ 507.455,40.

PÚBLICO - 20.062 torcedores.

LOCAL - Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.