Luciano Belford
Luciano Belford

Atlético-MG vira sobre Botafogo e ainda quer 2.º lugar

A equipe mineira se mantém na briga com o Grêmio pelo segundo lugar no Brasileiro

Tiago Rogero, Agência Estado

25 de novembro de 2012 | 16h00

RIO - Em jogo emocionante, o Atlético-MG venceu o Botafogo, por 3 a 2, e se manteve na disputa com o Grêmio pelo segundo lugar do Campeonato Brasileiro e a classificação direta para a Copa Libertadores. Os mineiros saíram na frente, tomaram a virada e depois conseguiram a vitória, mesmo com um jogador a menos durante quase todo o segundo tempo. O Botafogo perdeu a oportunidade de ultrapassar Corinthians e Vasco.

A exemplo do primeiro jogo entra as duas equipes, o Atlético venceu por 3 a 2 - coincidentemente, também com o gol da vitória marcado aos 43 do segundo tempo. Os mineiros ainda reclamaram muito de um gol legal anulado no primeiro tempo, quando o Botafogo vencia por 2 a 1.

"Time bem na partida, jogador a mais, tivemos chance de fazer o terceiro gol e não fizemos. Demos mole e tomamos a virada. Não tem explicação, isso não pode acontecer", disse o meia Fellype Gabriel.

O autor do gol da vitória, Réver, destacou a força do grupo atleticano. "Não nos entregamos, mesmo sabendo do resultado do Grêmio", disse, sobre a vitória dos gaúchos sobre o Figueirense. Foi a primeira vitória do Atlético-MG como visitante no segundo turno do Brasileirão.

O JOGO

Aos 14 minutos, Jô sofreu falta na entrada da área. O jovem Bernard, eleito esta semana revelação do Campeonato Brasileiro, cobrou à la Ronaldinho Gaúcho e colocou a bola no ângulo; Jefferson ficou só olhando. O Atlético ainda teve chance de ampliar aos 20, com Jô: a bola passou perto e saiu.

E a partir daí fez diferença a categoria de Seedorf. Em duas ótimas cobranças de escanteio, o holandês foi decisivo para a virada botafoguense. Primeiro aos 28: Antonio Carlos, sozinho na pequena área, nem precisou pular para cabecear e marcar o gol de empate, em falha de Réver na marcação. Foi o 150º jogo do zagueiro com a camisa do Botafogo.

Menos de um minuto depois, a virada veio após nova cobrança de escanteio - e mais uma falha da zaga atleticana. Seedorf cobrou, Antonio Carlos tocou para trás de cabeça, a bola passou e sobrou para Elkeson, que bateu bem e fez o gol da virada.

Aos 36, o Atlético-MG teve um gol legal anulado pela arbitragem. Guilherme lançou Escudero, que estava atrás da linha de impedimento; o meia entrou, driblou Jefferson e marcou, mas o árbitro não validou.

O Atlético-MG voltou com mais vontade, mas, em contra-ataque, o Botafogo quase ampliou aos 7 minutos do segundo tempo. Guilherme perdeu a bola no ataque, Fellype Gabriel tocou para Elkeson, que levou a bola do campo de defesa até a grande área adversária e bateu, mas Victor defendeu.

O time mineiro desperdiçou duas boas chances, aos 15 e 16, com Juninho e depois Escudero. Aos 20, em lance pitoresco, Junior Cesar cobrou falta errado e entregou nos pés de Seedorf, que avançou; o meia entraria livre na área, mas foi derrubado pelo lateral esquerdo atleticano, que levou o segundo amarelo e foi expulso.

Com um a mais, o Botafogo dominava o jogo, mas aos 36 Jô fez linda jogada pela direita e cruzou para a área; Juninho desviou e a bola sobrou para Richarlyson, que emendou de primeira e empatou a partida.

Aos 42, as duas equipes voltaram a ficar com o mesmo número de jogadores: Lucas Marques recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Um minuto depois, o time mineiro virou. Após bola levantada na entrada da área, Jô desviou de cabeça, Serginho tocou para Réver, na pequena área, que teve tranquilidade para tocar e marcar o terceiro do Atlético-MG.

BOTAFOGO 2 X 3 ATLÉTICO-MG

BOTAFOGO - Jefferson; Lucas Marques, Antônio Carlos, Dória e Márcio Azevedo (Jadson); Gabriel, Fellype Gabriel, Seedorf, Andrezinho (Vítor Júnior) e Lodeiro; Elkeson. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

ATLÉTICO-MG - Victor; Carlos Cesar (Serginho), Réver, Leonardo Silva e Junior Cesar; Pierre, Leandro Donizete, Escudero (Richarlyson), Guilherme (Juninho) e Bernard; Jô. Técnico: Cuca.

GOLS - Bernard, aos 14, Antonio Carlos, aos 28, e Elkeson, aos 29 minutos do primeiro tempo; Richarlyson, aos 36, e Réver, aos 43 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Wilton Pereira Sampaio (GO).

CARTÕES AMARELOS - Antonio Carlos, Lucas Marques, Gabriel, Dória e Andrezinho (Botafogo); Junior Cesar, Guilherme e Escudero (Atlético-MG).

CARTÕES VERMELHOS - Junior Cesar (Atlético-MG); Lucas Marques (Botafogo).

RENDA - R$ 51.935,00.

PÚBLICO - 3.039 pagantes.

LOCAL - Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.