Atlético-MG volta a derrotar o Inter

O Atlético-MG venceu o Internacional, por 3 a 1, de virada, neste domingo, no Mineirão, em Belo Horizonte. Os gols foram marcados por Guilherme, Bosco e Marques, pelo Atlético, e Librelato, pelo Inter. A partida foi válida pela Copa Sul-Minas. Foi a segunda vitória consecutiva do Galo sobre o Colorado em menos de uma semana. A primeira foi na quinta-feira, mas pela Copa do Brasil. A vitória manteve os mineiros na quarta colocação da competição, com 24 pontos, em 13 jogos, a duas rodadas do final. O Internacional começou a partida pressionando o time do Atlético que esperava os contra-ataques. A pressão gaúcha continuava quando o time mineiro perdeu dois jogadores, em menos de 25 min de partida, sentindo contusões. O primeiro que deixou o campo foi o goleiro Velloso, alegando dores no ombro direito. O outro foi o lateral-esquerdo Rubens Júnior com dores na coxa. Milagres e Bosco entraram respectivamente em seus lugares. Aos 26min, o zagueiro gaúcho Amélli perdeu grande oportunidade de abrir o marcador. Após cobrança de escanteio, o jogador cabeceou no travessão. A bola sobrou no meio da área, mas a defesa atleticana afastou o perigo. Aos 35 min, em um contra-ataque, mas do time gaúcho, a bola foi lançada para o estreante Librelato. O atacante passou por Milagres e fez 1 a 0 para o Internacional. Dois minutos depois, o mesmo Librelato teve a chance de ampliar, mas desta vez Milagres fez grande defesa. No segundo tempo, o técnico Levir Culpi trocou o zagueiro uruguaio Gutierrez pelo atacante Kim, na tentativa de conseguir o empate. O Atlético partiu para a pressão, jogando todo no ataque. Aos 21min, Guilherme pegou o rebote do chute de Marques e chutou no ângulo esquerdo de Clêmer, empatando a partida. O Alvinegro cresceu no jogo com o empate e manteve a pressão. Aos 39min, depois de desperdiçar boas chances de empatar, inclusive chutando duas bolas na trave, o segundo gol atleticano saiu. O lateral Mancine tabelou pelo meio com Guilherme e entrou na área, sofrendo falta do goleiro Clêmer. O árbitro paulista Edílson Pereira de Carvalho cedeu a vantagem. A bola sobrou para o garoto Bosco apenas tocar para o gol vazio e marcar 2 a 1 para Atlético, de virada. No final da partida, aos 46min, depois de jogada individual de Kim, Marques também só teve o trabalho de completar para as redes e fechar o marcador em 3 a 1. As duas equipes voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira. Desta vez, pelo jogo de volta da Copa do Brasil, em Porto Alegre. O Atlético pode perder por um gol de diferença que ainda obterá a classificação.

Agencia Estado,

31 Março 2002 | 19h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.