Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Atlético Nacional cobra Santos por dívida pela compra de Aguilar

Clube brasileiro adquiriu o jogador por R$ 6 milhões, mas só pagou a primeira parcela

Redação, Estadao Conteudo

22 de abril de 2020 | 20h28

Após acionar a Fifa, o Atlético Nacional divulgou uma nota em seu site oficial na qual cobra o Santos por não ter pago duas das três parcelas pela aquisição de Felipe Aguilar, ocorrida no início de 2019. De acordo com comunicado, publicado nesta quarta-feira, a dívida está em US$ 774 mil (aproximadamente R$ 4,225 milhões, na cotação atual).

O Atlético Nacional lembra que o Santos adquiriu Aguilar por US$ 1,1 milhão (R$ 6 milhões). Mas só pagou a primeira parcela, deixando de quitar as outras duas, ambas de US$ 387 mil (R$ 2,112 milhões) e que venceram em 30 de dezembro de 2019 e em 30 de março de 2020.

Além disso, o Atlético Nacional lembra que o Santos vendeu recentemente Aguilar por R$ 10 milhões ao Athletico Paranaense. Mas nem assim quitou a sua dívida com o time colombiano, que também cita o superávit de R$ 23 milhões apresentado pela equipe paulista em seu balanço financeiro de 2019.

"O Paranaense do Brasil já pagou à equipe do Santos o mesmo valor total acordado entre as partes pela venda do jogador. O Santos recebeu quase US$ 2 milhões do Paranaense por 50% de seus direitos esportivos, na transação mais cara da história do time de Curitiba, de acordo com a mídia daquele país", afirma trecho da nota.

"Esperamos que os bons resultados financeiros e esportivos desse clube brasileiro em 2019, publicados em seu site em 17 de março, com um excedente de R$ 23,5 milhões, permitam o pagamento dos valores devidos nas negociações do grande jogador. Felipe Aguilar", acrescenta.

O clube colombiano afirma que buscou dialogar com o Santos para receber o valor da dívida. Mas com a negativa do time paulista, acionou a Fifa. Ainda assim, segue sem receber. E afirma que o impasse deteriora a relação entre as equipes.

Após várias e malsucedidas tentativas de comunicação pela instituição verdolaga, e ante o silêncio do Santos, o Atlético Nacional foi forçado a recorrer à Fifa, exigindo o pagamento dos valores devidos. O Atlético Nacional lamenta profundamente que eventos como esse deteriorem um relacionamento de longa data entre dois clubes com uma história tão longa no futebol mundial. Por parte do clube antioqueño sempre houve um desejo de diálogo e acordo, infelizmente nunca retribuído da mesma forma pelos Santos", afirma.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.