Atlético-PR apresenta técnico no clássico

Com técnico novo mas ainda em crise, o Atlético Paranaense enfrenta amanhã, às 20h30, o Paraná Clube na Arena da Baixada, em Curitiba. A chegada de Mário Sérgio, que dirige o Atlético no lugar de Osvaldo Alvarez, demitido domingo à noite, provocou também duas baixas entre os jogadores que eram considerados titulares. O volante Leomar e o zagueiro Capone foram dispensados pela diretoria. O discurso do novo treinador é de confiança. "Temos que ter calma", pediu. "É importante que o torcedor não se desespere." Segundo ele, a mudança da atual situação - o Atlético está na 18ª colocação, com 26 pontos - só acontecerá se a torcida quiser. "O objetivo é sair rapidamente dessa situação para a gente poder respirar e ver o que é possível fazer", ponderou Mário Sérgio. Além dos jogadores que foram dispensados, o Atlético não poderá contar com o lateral Alessandro e o meia Fabrício, contundidos. O Paraná Clube, ao contrário, vive um bom momento, na 8ª colocação, com 35 pontos, mas não acredita que a situação difícil vivida pelo adversário signifique uma facilidade no jogo. "Crise não existe em clássico", afirmou o atacante Maurílio. "Clássico é decidido em detalhes, por isso quem trabalhar melhor vai conseguir o resultado." O Paraná não poderá contar com o zagueiro Cristiano Ávalos, que cumpre suspensão, mas terá o retorno dos meias Marquinhos e Caio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.