Atlético-PR com 3 desfalques no Morumbi

A perda do título paranaense para o principal rival ainda não foi totalmente assimilada por todos os jogadores do Atlético Paranaense. Mas uma vitória amanhã, às 20h30, contra o São Paulo, no Morumbi, em São Paulo, pode dar o conforto e a confiança que eles precisam para um novo campeonato. ?Temos que assimilar rapidamente a derrota?, diz o zagueiro Igor. ?Não adianta esquecer e não tirar lição do que aconteceu?, completa o atacante Dagoberto. ?Tem que ver o que cada um errou ou deixou de fazer para corrigir.? O esquema de jogo não deve ter alteração, apesar de o treinador não ser mais Mário Sérgio, mas Júlio Piza, que ocupa a função até que a diretoria consiga trazer um técnico definitivo, o que não deve acontecer antes da segunda rodada, quando o rubro-negro paranaense enfrenta o Figueirense em Curitiba. ?Eu sei que sou técnico interino, mas tenho pretensões?, afirma Piza. ?Todos precisam estar conscientes da responsabilidade e buscar sempre o melhor para a equipe.? Por jogar fora de casa, o Atlético não deverá alterar a forma de atuar implantada por Mário Sérgio até mesmo para partidas que eram realizadas na Arena da Baixada. Ele preferia fortificar o sistema de marcação, normalmente com três zagueiros e dois volantes, para ativar os contra-ataques, aproveitando-se da velocidade de seus atacantes. Para sua primeira partida, o técnico não poderá contar com três jogadores, todos sentindo contusões - o zagueiro Rogério Corrêa, o meia Fernandinho e o atacante Washington. ?Mas o plantel é qualificado e tem condições de substituir à altura?, acentua. Na defesa, Marinho será o jogador de sobra, enquanto Willian completa o quinteto do meio. O ataque será formado por Ilan e Dagoberto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.