Atlético-PR confia no apoio da torcida

Mal no Campeonato Brasileiro, no qual não obteve nenhum ponto em seis jogos realizados até agora, o Atlético-PR quer que a história continue sendo diferente na Copa Libertadores. Afinal, nesta quarta-feira, o clube começa a disputa das quartas-de-final do torneio continental, ao receber o Santos, às 19h15, na Arena da Baixada, em Curitiba.Os torcedores do Atlético também apostam no bom momento da equipe na Libertadores, independente dos resultados ruins no Brasileiro - praticamente todos os ingressos já foram vendidos. "Que a torcida vá para o estádio e apóie o time, que a gente quer fazer um bom resultado", afirmou o meia-atacante Lima. Lima deve jogar no ataque, ao lado de Aloísio. Cléo se recuperou da contusão, mas ficará no banco. Já o meia Evandro, convocado para a seleção Sub-20, foi liberado e é a grande novidade do time montado pelo técnico Antônio Lopes. Ele ocupará o lugar que vinha sendo de Rodrigo.Enquanto o Santos conseguiu a liberação da CBF para que o meia Ricardinho e o atacante Robinho pudessem jogar nesta quarta-feira, o Atlético não teve a mesma sorte. O zagueiro Baloy, convocado para a seleção panamenha, e o lateral-esquerdo Marín, da seleção colombiana, não poderão jogar."É sempre difícil enfrentar o Santos pela capacidade de seu time, que é brilhante, e ainda mais com a presença de todos os jogadores", avisou Antônio Lopes. "É muito difícil, mas o Atlético também tem condições de fazer um bom jogo e conseguir um resultado expressivo."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.