Atlético-PR derrota o Botafogo por 2 a 0 em Curitiba

Time paranaense consegue respirar no Brasileirão, enquanto a equipe carioca se aprofundam na crise

Julio César Lima , Especial para o Estadão

04 de outubro de 2007 | 00h11

Em uma noite inspirada do atacante Ferreira, autor de duas assistências, o Atlético Paranaense venceu o Botafogo por 2 a 0 nesta quarta-feira, na Arena da Baixada, em Curitiba (PR). A vitória aprofundou ainda mais a crise na equipe carioca que permaneceu com 42 pontos, enquanto os paranaenses conseguem respirar mais um pouco na parte de baixo da tabela do Brasileirão, com 3. Jancarlos, aos 16 e Michel aos 37 minutos do primeiro tempo marcaram os gols da equipe da casa. Veja também: Classificação Últimos resultados / Próximos jogos Os dois times buscavam a recuperação na competição, mas foi o Atlético que tomou a iniciativa. Apesar da marcação individual de Alessandro, o time apostava no colombiano Ferreira, que aos 16 minutos deu dois dribles seguidos no seu marcador e tocou para Jancarlos abrir o placar. Atlético-PR2Viáfara; Rhodolfo, Danilo e Antônio Carlos; Jancarlos    , Valencia, Claiton, Netinho e Michel; Ferreira     e Marcelo RamosTécnico: Ney FrancoBotafogo0Julio César; Alessandro, Renato Silva    , Juninho e Moreno; Coutinho    , Joilson    , Adriano Felício (Alberoni    ) e Zé Roberto; Reinaldo (Tiago Marin) e DodôTécnico: Mário SérgioGols: Jancarlos, aos 16 e Michel aos 37 minutos do primeiro tempoÁrbitro: Lourival Lima Dias Filho (BA)Renda: R$ 167.685,00 Público: 11.037 pessoasEstádio: Arena da Baixada Aos 37, Ferreira, de novo, recebeu uma bola de Claiton, avançou e cruzou para Michel subir e marcar o segundo. O gol deu tranqüilidade ao time da casa que diminuiu seu ritmo e passou a administrar o resultado. Na etapa final, Mário Sérgio trocou Alessandro de lado e o Botafogo equilibrou um pouco mais a partida, mas não conseguiu furar a defesa atleticana. A única chance de gol aconteceu aos 38 minutos, com Dodô, que desperdiçou ao chutar para fora uma bola sem marcação. No final da partida, os jogadores alvinegros lamentaram o resultado. "O Atlético soube definir nas oportunidades que teve", disse Dodô.  Para Ferreira, os passes para os gols foram resultado da garra. "Não me preocupei com marcação, superei com gana todas as jogadas e felizmente conseguimos marcar os gols", disse o atleta, que neste domingo se apresenta à seleção da Colômbia para enfrentar o Brasil no dia 14, pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2010.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.