JF Diorio/Estadão<br>
JF Diorio/Estadão

Atlético-PR dispensa ingressos para jogo na arena do Palmeiras

Medida tomada pela diretoria do clube é para evitar possíveis confusões entre membros de torcidas organizadas das duas equipes

DANIEL BATISTA, O Estado de S. Paulo

03 de dezembro de 2014 | 12h00

A diretoria do Atlético-PR anunciou, através do site oficial do clube, que abriu mão da cota de ingressos destinados aos torcedores do time na partida contra o Palmeiras, domingo, no Allianz Parque, pela rodada final do Brasileirão. O clube tomou esta decisão por precaução para evitar possíveis confusões entre membros de torcidas organizadas.

"Em razão de conhecimento de ameaças de confrontos entre torcidas organizadas e de solicitações das autoridades responsáveis, o Clube Atlético Paranaense informa que não exercerá o direito de compra de sua cota de ingressos para a partida de domingo", anunciou o Atlético, em nota.

"O clube solicita a compreensão dos torcedores atleticanos e ressalta que a atitude visa a segurança de todos, visto que o jogo não tem mais validade técnica para o Atlético, mas é de extrema importância para o Palmeiras." O Atlético não tem pretensões no Brasileiro, por não ter chance de buscar vaga no G-4 e não corre risco de rebaixamento.

Com a decisão, o Palmeiras terá todo o estádio para sua torcida e isso pode representar ainda mais pressão e apoio para enfrentar o time paranaense. O time alviverde só depende de suas forças para se manter na Série A. A equipe ocupa o 16º lugar do Brasileiro, com 39 pontos, um a mais do que o Vitória, primeiro time dentro da zona de rebaixamento.

A preocupação com a segurança não existe só por parte do Atlético-PR. O promotor Paulo Castilho pediu que a partida não fosse disputada na arena por entender que o estádio tem fragilidades na segurança. Nesta quarta-feira, a Polícia Militar fará uma nova vistoria no local para tentar encontrar formas de reforçar a segurança para a partida. O fato de não ter torcedores do Atlético pode facilitar o trabalho dos policiais.

O Palmeiras já vende ingressos desde a tarde de terça, mas nenhuma parcial foi divulgada até o momento. Visando contar com o apoio em massa da torcida, o presidente Paulo Nobre, depois de conseguir convencer o Ministério Público de que a arena terá proteção, mesmo em caso de uma derrota e irritação dos torcedores, resolveu baixar o preço dos ingressos. O mais barato, que diante do Sport era R$ 80, agora custa R$ 60.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.