Gustavo Oliveira/Divulgação
Gustavo Oliveira/Divulgação

Atlético-PR e Coritiba empatam por 2 a 2 na Arena da Baixada

Em jogo bastante disputado, igualdade é o resultado mais justo

FLAVIO LEONEL, Estadão Conteúdo

21 de junho de 2015 | 18h33

Em um bom jogo disputado na Arena da Baixada, em Curitiba, Atlético Paranaense e Coritiba empataram por 2 a 2, neste domingo, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Wellington Paulista e Ruy colocaram o clube alviverde na frente duas vezes, mas Walter e Edigar Junio empataram para o rival rubro-negro em um clássico digno das tradições.

Com o resultado, o Atlético ficou na terceira posição da competição, com 16 pontos, dois a menos que o líder Sport e um atrás do vice São Paulo. O Coritiba permaneceu na zona de rebaixamento do campeonato, em 18.º lugar, com apenas 4 pontos.

Entre os desfalques da partida, o Atlético não pode contar com o atacante Nikão, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. No caso do Coritiba, a surpresa ficou por conta da presença de Esquerdinha ao lado de Ruy na armação. Com isso, Lúcio Flávio, que até era esperado para iniciar a partida, ficou como opção de banco de reservas.

O JOGO

O primeiro lance de maior perigo foi do Coritiba. Depois de um cruzamento que veio pela direita, o meia Esquerdinha cabeceou e só não fez o gol porque o goleiro Weverton defendeu firme. Como mandante, o Atlético tinha o maior domínio de bola, mas não chegava ao ataque com facilidade. O Coritiba, por sua vez, apostava na forte marcação, mas não ficava restrito a uma postura defensiva, levando perigo à área do arquirrival.

O jeito de jogar do Coritiba foi premiado aos 19 minutos, depois de uma jogada confusa que acabou dando certo. Na entrada da área, o atacante Marcos Aurélio tentou chutar, mas furou bisonhamente. Na sobra, Wellington Paulista avançou com a bola já na grande área e chutou de maneira precisa para o fundo das redes.

A resposta do Atlético não demorou a acontecer. Aos 25 minutos, a bola foi lançada por Hernani para o atacante Ytalo, que serviu Walter. O centroavante não bobeou e mandou um chute forte para as redes, sem chances para o goleiro Bruno: 1 a 1.

Aos 28 minutos, por muito pouco o Coritiba desempatou. Depois de um cruzamento, Esquerdinha subiu sozinho para cabecear, mas a bola caprichosamente foi para a linha de fundo, raspando a trave e levando muito perigo ao Atlético. O jogo chegou a esquentar após os gols, mas depois ficou mais truncado e com poucos lances agudos de gol. Aos 48, Douglas Coutinho ainda cabeceou com perigo e só não fez o gol do Atlético porque o Bruno fez excelente defesa.

Na volta para o segundo tempo, o Atlético adotou uma postura mais agressiva e passou a chegar mais ao ataque. O Coritiba, diferente da primeira etapa, passou a se defender mais do que adiantar a marcação. Ainda assim, o time alviverde teve uma excelente chance aos 14 minutos, quando a bola sobrou limpa para Marcos Aurélio na grande área. Entretanto, o atacante não aproveitou a oportunidade e mandou um chute nas alturas.

A despeito desta pressão maior do Atlético no início do segundo tempo, o Coritiba continuou se defendendo bem e apostando em raros contra-ataques. Conseguiu, com isso, esfriar o jogo, que chegou a perder em emoção durante alguns minutos.

Aos 31 minutos, a postura inteligente do Coritiba, mais uma vez foi premiada. Em uma jogada de ataque muito bem feita pelo clube alviverde, Marcos Aurélio deu um ótimo passe para o meia Ruy, que emendou um belo chute para o gol, sem chances para Weverton.

Quando se imaginava uma ducha d''água fria na torcida do Atlético, a Arena da Baixada voltou a esquentar com o gol de empate da equipe mandante. Aos 36 minutos, em uma jogada que começou de um arremesso lateral pela direita, a defesa do Coritiba bobeou e o atacante Edigar Junio, que havia entrado no lugar de Ytalo, não perdeu tempo e chutou para o gol: 2 a 2.

Com o empate, o Atlético passou a pressionar mais e o jogo ficou mais nervoso. Para ajudar, o atacante Wellington Paulista e o lateral-esquerdo Norberto, ambos do Coritiba, foram expulsos, aos 43 e aos 48 minutos, respectivamente. Mesmo com dois a menos, a equipe alviverde conseguiu segurar o empate no bom jogo disputado na Arena da Baixada. Ao final, ambas as torcidas aplaudiram seus times no grande clássico.

Na próxima rodada, o Atlético jogará fora de casa, no próximo domingo, contra a Ponte Preta, em Campinas. O Coritiba, por sua vez, receberá o Cruzeiro no mesmo dia, no estádio Couto Pereira, em Curitiba.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR 2 x 2 CORITIBA

ATLÉTICO-PR - Weverton; Eduardo, Gustavo, Kadu e Natanael; Otávio, Hernani e Felipe (Giovanni); Ytalo (Edigar Junio), Douglas Coutinho (Dellatorre) e Walter. Técnico: Milton Mendes.

CORITIBA - Bruno; Norberto, Luccas Claro, Leandro Silva e Henrique; João Paulo, Luis Cáceres (Hélder), Ruy (Lúcio Flávio) e Esquerdinha (Rafhael Lucas); Marcos Aurélio e Wellington Paulista. Técnico: Ney Franco.

GOLS - Wellington Paulista, aos 19, e Walter, aos 25 minutos do primeiro tempo; Ruy, aos 31, e Edigar Junio, aos 36 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Weverton e Kadu (Atlético-PR); Ruy, Leandro Silva e João Paulo (Coritiba).

CARTÕES VERMELHOS - Wellington Paulista e Norberto (Coritiba).

ÁRBITRO - Dewson Fernando Freitas (Fifa/PA).

RENDA - R$ 964.125,00.

PÚBLICO - 26.773 pagantes.

LOCAL - Arena da Baixada, em Curitiba (PR).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.