Atlético-PR e Cruzeiro empatam em Curitiba e seguem preocupados com rebaixamento

Em jogo cheio de alternativas, especialmente no segundo tempo, Atlético Paranaense e Cruzeiro empataram por 2 a 2, nesta quarta-feira, na Arena da Baixada, em Curitiba, pela 30.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado, no entanto, não foi bom para ninguém. Ambos continuam na parte inferior da tabela de classificação, mais preocupados com a zona de rebaixamento.

Estadão Conteúdo

15 de outubro de 2015 | 00h06

Com 39 pontos, o Atlético, que teve a estreia do técnico Cristóvão Borges, está na 12.ª colocação. O Cruzeiro, um pouco pior, tem 38 em 13.º. O temor é a aproximação dos rivais mais abaixo - nesta quarta-feira, o Figueirense venceu e o primeiro time dentro da zona da degola é o Coritiba, com 33 pontos. Por isso, qualquer tropeço poderá complicar a vida de atleticanos ou cruzeirenses.

No final de semana, pela 31.ª rodada, ambos jogarão em suas casas. O Atlético joga no domingo, às 16 horas, contra o líder Corinthians. O Cruzeiro, no mesmo dia, mas às 11 horas, recebe o ascendente Fluminense, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte.

Em campo, a partida teve dois tempos distintos. No primeiro, o Atlético foi totalmente superior. Ao final dos primeiros 45 minutos, tinha 55% da posse de bola, sendo que no início chegou a ter 81%. Com a bola nos pés por mais tempo, era evidente que as chances de gol apareceriam para os paranaenses.

E elas vieram na parte final da etapa. Aos 34 minutos, Ewandro foi lançado pela esquerda e cruzou. Walter tentou ajeitar de peito, mas a defesa cortou e na sobra Ewandro bateu e o goleiro Fábio defendeu. Dois minutos depois, saiu o gol. Matheus Ribeiro cruzou na segunda trave e Walter pegou de primeira. Fábio espalmou, a bola bateu na trave esquerda e sobrou no meio da área para Ewandro completar para as redes.

Depois do intervalo, o jogo foi outro. Com a entrada do uruguaio Arrascaeta no lugar do ineficiente Marinho, o Cruzeiro melhorou muito e passou a atacar o Atlético com mais objetividade. Tanto que em dois minutos o time mineiro teve três boas chances de conseguir o empate, mas o goleiro Weverton salvou os paranaenses.

Tanto domínio, combinado com uma postura mais defensiva do Atlético, resultou no gol do Cruzeiro. Aos 28 minutos, Arrascaeta foi derrubado na entrada da área. Na cobrança, o lateral-esquerdo Fabrício bateu forte, a bola passou pela barreira e enganou Weverton, que foi pego no contrapé e não conseguiu evitar o empate.

Quando o cenário não era bom para o Atlético, a sorte apareceu para Cristóvão Borges. O técnico apostou na entrada do português Bruno Pereirinha e deu certo. Aos 34, dois minutos depois de entrar, o lateral-direito aproveitou uma sobra de bola no lado direito da área e pegou de primeira. A bola quicou na frente de Fábio, que ainda espalmou fraco e viu a bola entrar.

Mas a mesma sorte virou de lado pouco depois. Aos 39 minutos, após rápida jogada cruzeirense pela direita, o lateral Fabiano cruzou para a pequena área, onde achou Arrascaeta no meio dos zagueiros atleticanos para decretar o empate por 2 a 2.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR 2 x 2 CRUZEIRO

ATLÉTICO-PR - Weverton; Matheus Ribeiro (Bruno Pereirinha), Wellington, Kadu e Sidcley; Otávio, Deivid, Bruno Mota e Ytalo (Douglas Coutinho); Ewandro (Daniel Hernández) e Walter. Técnico: Cristóvão Borges.

CRUZEIRO - Fábio; Fabiano, Bruno Rodrigo, Manoel e Fabrício; Willians, Henrique e Ariel Cabral; Allano (Marcos Vinícius), Marinho (Arrascaeta) e Leandro Damião (Vinícius Araújo). Técnico: Mano Menezes.

GOLS - Ewandro, aos 35 minutos do primeiro tempo; Fabrício, aos 28, Bruno Pereirinha, aos 34, e Arrascaeta, aos 39 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Kadu, Otávio, Walter, Sidcley e Bruno Mota (Atlético-PR); Arrascaeta e Marinho (Cruzeiro).

ÁRBITRO - Wagner do Nascimento Magalhães (RJ).

RENDA - Não disponível.

PÚBLICO - 13.047 pagantes.

LOCAL - Arena da Baixada, em Curitiba (PR).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.