Atlético-PR encara a crise e o Cerro

Para não continuar errando mais do que errou até agora, a diretoria do Atlético-PR preferiu não arriscar com contratações precipitadas para as oitavas-de-final da Copa Libertadores da América e enfrenta o Cerro Porteño (Paraguai), nesta quinta-feira, às 19h15, na Arena da Baixada, com os mesmos jogadores que a torcida está acostumada a ver no fraco desempenho que está tendo no Campeonato Brasileiro. Da lista saíram os volantes Rodrigo Souto e Jairo, e o zagueiro Paulo André (que estava inscrito, mas nem foi contratado). Entraram os meias Rodrigo Almeida e Leandro e o atacante Cléo, que já estavam no grupo. ?Meu objetivo era esse e mais uma porta se abriu?, comemorou Cléo. ?Agora precisamos jogar bem contra o Cerro Porteño para voltar a confiança?. Tranqüilidade, confiança e superação são os termos mais utilizados pelos jogadores, que esperam ter na competição continental uma alavanca para também melhorar o desempenho no Brasileiro. Afinal, nos últimos cinco jogos (quatro pelo Brasileiro e um pela Libertadores) foram só derrotas. O técnico interino Borba Filho continua a comandar o time, que deve ter os mesmos jogadores que perderam para o Corinthians no último domingo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.