Atlético-PR: Fabiano dá volta por cima

O volante Fabiano, 29 anos, conseguiu dar a volta por cima e termina o ano em alta no Atlético Paraense. É aplaudido pela torcida, que gosta da garra em campo, e ostenta, em rodízio com o atacante Washington, a tarja de capitão da equipe. Situação impensável no início do ano, quando não vinha sendo aproveitado, apesar de ter sido contratado como um grande reforço. Até ser efetivado como titular do time, na partida contra o Paisandu, no dia 28 de abril, o Atlético havia jogado 18 vezes no ano e Fabiano entrara em apenas duas."No início do ano tive problemas com Mario Sérgio ( ex-técnico do Atlético Paranaense.), que não me colocava na relação para os jogos", lamenta. " Fiquei um pouco decepcionado, mas sempre acreditei que uma hora surgiria uma oportunidade, pois me conheço bem e sabia do meu potencial." Assim que Mário Sérgio saiu Liu Evaristo assumiu como interino e chamou-o dando-lhe a tarja de capitão e a missão de comandar os jogadores mais jovens. Entrou, o Atlético consegui os três primeiros pontos e ele não saiu mais.O jogador, nascido em Getulio Vargas (RS), não era desconhecido da torcida atleticana, pois já tinha atuado no time em 1999, vindo do Flamengo. Chamou a atenção dos japoneses que o levaram para atuar no Kashima Antlers nos anos de 2000 e 2001. Nas duas temporadas seguintes transferiu-se para o Velgat Sendai , também no Japão, de onde foi chamado para ajudar o Atlético.Apesar da situação complicada do time, que precisa vencer o Botafogo e torcer por um tropeço do Santos, ele acredita no título. Para o próximo ano, ainda há nada definido, embora haja especulação de que pode ir para o Cruzeiro. O jogador está sendo empresariado pela Massa Esporte, do apresentador de televisão Ratinho e uma renovação com o Atlético Paranaense não está descartada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.