Atlético-PR goleia Barueri e se afasta do rebaixamento

Comandado por Paulo Baier, que fez dos gols, time venceu por 3 a 0 e está na 13.ª colocação do Brasileiro

Dimas Rodrigues, Agencia Estado

16 de agosto de 2009 | 20h52

O Atlético-PR ratificou neste domingo, em grande estilo, que está em ascensão no Campeonato Brasileiro. Depois de três vitórias longe da Arena da Baixada - uma delas em Londrina, como mandante - o time, de volta ao seu estádio, venceu o Barueri por 3 a 0 e se distanciou da zona de rebaixamento, agora com 24 pontos na 13.ª colocação.

Para o Barueri, que vinha embalado por duas vitórias seguidas, a derrota esfriou a perseguição por um lugar no G-4 - de sexto caiu para a nona colocação, com 28 pontos.

O jogo começou truncado, com marcação forte dos dois times e poucos lances de emoção. Quando a partida começava a ficar sonolenta, o lateral atleticano Márcio Azevedo, aos 20 minutos, lançou na área, a bola passou pelo estreante Zulu e de surpresa Paulo Baier apareceu livre para tocar rasteiro ao fundo da rede: 1 a 0.

Sem Fernandinho, principal articulador do time e que estuda propostas para deixar o clube, o Barueri tinha sérias dificuldades para criar jogadas ofensivas. O artilheiro Val Baiano não teve nenhuma chance de concluir para o gol e a única forma encontrada pelo time paulista eram os chutes de longa distância. Contudo, a pontaria não ajudava e o jovem goleiro Neto, substituto de Galatto, suspenso, fazia uma estreia tranquila.

Seguro atrás e empurrado pela torcida, o Atlético ampliou o placar, novamente com Paulo Baier, aos 35 minutos, em cobrança precisa de falta próxima à área. No segundo tempo, no primeiro lance de perigo, o Barueri ensaiou uma reação, quando Marcos Pimentel apareceu livre na grande área e chutou para a defesa segura de Neto.

O susto acordou o Atlético. Aos 12 minutos, Paulo Baier recebeu belo passe de Wesley na área e foi derrubado pelo goleiro Renê, que acabou expulso pela falta. Com o reserva Márcio no gol, Marcinho cobrou, aos 14, e fez 3 a 0.

O Atlético se manteve no ataque e teve outras três chances claras de ampliar. O Barueri, nas raras vezes que chegava, insistia em bolas aéreas que não surtiram efeito até o final do jogo. O torcedor atleticano saiu da Baixada cantando "o Furacão voltou".

Ficha Técnica:

Atlético-PR 3 x 0 Barueri

Atlético-PR - Neto; Manoel (Renan), Nei e Bruno Costa; Wesley, Valencia, Rafael Miranda (Raul), Paulo Baier, Marcinho e Márcio Azevedo; Zulu (Wallyson). Técnico: Antônio Lopes.

Barueri - Renê; Xandão, Daniel Marques e Leandro Castán; Marcos Pimentel (João Vítor), Ralf, Everton, Thiago Humberto (Flavinho) e Márcio Careca; Otacílio Neto (Márcio) e Val Baiano. Técnico (interino): Diego Cerri.

Gols - Paulo Baier, aos 20 e aos 35 minutos do primeiro tempo; Marcinho (de pênalti), aos 14 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Carlos Eugênio Simon (Fifa-RS).

Cartões amarelos - Manoel (Atlético-PR); Everton e Thiago Humberto (Barueri).

Cartão vermelho - Renê (Barueri).

Renda - R$ 283.860,00.

Público - 14.992 pagantes (15.917 no total).

Local - Arena da Baixada, em Curitiba (PR).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.