Atlético-PR goleia e abre vantagem

Na tarde em que brilhou a estrela do meia Jadson, autor de três gols, o Atlético-PR garantiu a liderança isolada do Campeonato Brasileiro ao golear o Atlético-MG por 5 a 0, na Arena da Baixada, em Curitiba (PR), chegando a 67 pontos. A invencibilidade de 16 jogos será colocada a prova na próxima rodada, contra o Juventude, em Caxias do Sul (RS), quando Jadson e Dagoberto cumprem suspensão automática. O time mineiro, com 36 pontos, caiu para a zona de rebaixamento.O jogo começou como previa. O Atlético-MG veio com intenção de segurar o time adversário e, se possível, surpreender em algum contra-ataque. Já o Atlético-PR mantinha a ofensiva e o domínio do jogo, mas não conseguia furar o bloqueio. O nervosismo fez com que, a partir dos 20 minutos, ao invés de se preocupar com o jogo, os paranaenses passassem a contestar as atitudes do juiz.Para retomar o domínio e a tranqüilidade, o Atlético-PR precisava de um gol. Foi o que aconteceu aos 31 minutos. Washington percebeu Jadson entrando na área, passou para ele, que mandou de esquerda para vencer Danrley. 1 a 0 Furacão.Depois disso, o time da casa foi só pressão, não dando espaço nem tempo para que os mineiros pensassem em organizar jogadas ofensivas. A ampliação no placar era só questão de tempo, visto que o time realizava uma de suas melhores apresentações no campeonato. E chegou ainda no primeiro tempo. Aos 45 minutos, Jadson, em jogada individual, limpou o lance e tocou no canto do goleiro.Com a entrada de Márcio Santos no segundo tempo no lugar de Emerson, o Atlético Mineiro fez em três minutos o que não tinha conseguido em todo o primeiro tempo. Chegou duas vezes com perigo diante do gol de Diego. Na primeira com um chute de Rubens Cardoso e, na segunda, Márcio Santos sozinho chutou fraco. Mas o jogador foi punido com um cartão amarelo aos 8 minutos, ao se descobrir que ele não assinara a súmula.A reação mineira ficou na tentativa. Aos 15 minutos, Washington recebeu um bom passe de Alan Bahia e fez seu 24º gol, assegurando a artilharia da competição. A empolgação da torcida contagiou os jogadores, que passeavam em campo, visto que o Atlético Mineiro não demonstrava mais qualquer reação. O terceiro gol de Jadson, aos 21 minutos, numa cobrança perfeita de falta, enterrou de vez os mineiros. Mas ainda deu tempo de, no meio da festa, Denis Marques marcar o quinto, aos 34.

Agencia Estado,

02 de outubro de 2004 | 17h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.