Miguel Locatelli/Atlético-PR
Miguel Locatelli/Atlético-PR

Atlético-PR goleia, engata a 11ª vitória seguida em casa e amplia drama do Sport

Magrão deixa o campo e, com o meia Gabriel no gol, time paranaense fecha placar por 4 a 0

Estadão Conteúdo

14 Outubro 2018 | 21h30

O Atlético-PR não tomou conhecimento do Sport para conquistar a 11.ª vitória seguida jogando na Arena da Baixada, em Curitiba (PR). Na noite deste domingo, no complemento da 29.ª rodada do Campeonato Brasileiro, o time paranaense contou um uma jornada ruim do adversário e goleou por 4 a 0. Bergson, com dois gols, foi o destaque da partida. Rony e Thiago Heleno marcaram os outros.

Com a goleada, o Atlético-PR chegou ao oitavo lugar, com 39 pontos, e segue sonhando com a classificação à Copa Libertadores do ano que vem. Em jogos apenas pelo Brasileiro foram nove vitórias, superando o recorde anterior de oito jogos na temporada de 2016. O Sport, por outro lado, é o penúltimo, com 27 pontos, cinco atrás do Vitória, primeiro time fora da degola.

Como era esperado, o Atlético-PR começou pressionando e obrigou Magrão a trabalhar logo aos cinco minutos em cobrança de escanteio fechada de Lucho González. O veterano goleiro pernambucano evitou o gol olímpico do argentino.

Os donos da casa seguiram com as linhas adiantadas e não deixaram o adversário jogar. Magrão evitava o pior para o time visitante. No mesmo lance, ele emendou duas defesas seguidas, em finalizações de Marcelo Cirino e Lucho González.

Com um bloqueio forte na frente da área, o Sport conseguiu diminuir o ritmo do ataque do Atlético-PR e esfriou o duelo. Mesmo assim, foram poucas oportunidades criadas. Marlone foi quem ficou mais próximo do gol em chute cruzado que passou perto da meta de Santos.

Para evitar qualquer apreensão, o Atlético-PR foi para cima nos minutos iniciais e abriu o placar no primeiro minuto. Depois de cobrança de escanteio de Raphael Veiga, Thiago Heleno subiu entre os marcadores e cabeceou no ângulo de Magrão. O Sport tentou mudar no ataque, promovendo a entrada de Hernane e Rafael Marques, mas os donos da casa ampliaram aos 11 minutos.

Raul Prata tentou cortar cruzamento da esquerda, mas tocou com a mão dentro da área. Pênalti. Na cobrança, Bergson, que estava sendo criticado pela torcida, bateu bem e ampliou. O Sport não teve força para reagir e seguiu presa fácil para a marcação pressão do Atlético-PR, que quase ampliou em chute de fora da área de Raphael Veiga. Magrão se esticou todo para fazer a defesa.

Não bastasse o momento ruim, o Sport ficou com um jogador a menos aos 35 minutos do segundo tempo. Após choque pelo alto, Magrão sentiu o pulso direito e teve de sair. Como o técnico Milton Mendes já havia feito três substituições, o meia-atacante Gabriel preciso ir para o gol e acabou vendo o placar se transformar em goleada.

Primeiro, aos 38 minutos, Bergson pegou sobra dentro da área e finalizou forte. Logo em seguida, o ataque do Atlético-PR recuperou a bola na intermediária e Rony finalizou colocado no alto, firme, para fazer 4 a 0.

Os dois times voltam a campo no próximo sábado, às 19 horas. O Atlético-PR visita o São Paulo, no Morumbi, enquanto o Sport recebe o Vasco, na Ilha do Retiro, em Recife (PE).

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR 4 X 0 SPORT

ATLÉTICO-PR - Santos; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Renan Lodi; Bruno Guimarães (Matheus Rosseto), Lucho González (Wellington) e Raphael Veiga; Nikão (Ronny), Marcelo Cirino e Bergson. Técnico: Tiago Nunes.

SPORT - Magrão; Raul Prata, Ronaldo Alves, Adryelson e Evandro; Marcão (Nonoca), Fellipe Bastos, Marlone (Rafael Marques), Gabriel e Mateus (Hernanes); Michel Bastos. Técnico: Milton Mendes.

GOLS - Thiago Heleno, a um, Bergson, aos 11 e 38, e Rony aos 40 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Wagner Reway (MT).

CARTÕES AMARELOS - Fellipe Bastos e Ronaldo Alves (Sport).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Arena da Baixada, em Curitiba (PR).

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.