Atlético-PR goleia o Flamengo e se mantém na Série A

Resultado na Arena da Baixada deixou o time do Rio de Janeiro fora da Copa Libertadores de 2009

Julio Cesar Lima, Agencia Estado

07 de dezembro de 2008 | 20h00

Depois de três meses transitando pela zona de rebaixamento, o Atlético Paranaense goleou o Flamengo neste domingo por 5 a 3, na Arena da Baixada, em Curitiba, e colocou fim ao pesadelo do descenso para a Série B do Campeonato Brasileiro. Veja também:São Paulo é campeão brasileiro pela 6.ª vez na históriaPalmeiras perde, mas se classifica para Libertadores Brasileirão 2008 - Classificação Brasileirão 2008 - Resultados Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão A equipe terminou a competição em 13.º lugar com 45 pontos e ainda conquistou a última vaga da Copa Sul-Americana. O Flamengo ficou na quinta posição, com 64 pontos, e também irá disputar a competição internacional.Precisando da vitória para não depender de outros resultados para permanecer na elite do futebol brasileiro, o Atlético iniciou a partida de forma mais ofensiva, com seus alas Alberto, pela direita e Netinho, na esquerda subindo com liberdade.E foi em uma cobrança de falta de Netinho, aos 13 minutos, que o rubro-negro paranaense abriu o placar. O ala cobrou e Toró desviou para o próprio gol. O Atlético dominava o jogo e ampliou aos 27, com Rafael Moura, que aproveitou um rebote de Bruno e marcou. O Flamengo ganhou um pouco mais de liberdade e Vandinho foi derrubado por Chico aos 35 minutos e Marcelinho Paraíba descontou.O gol deixou o Flamengo mais aceso, mas em um contra-ataque, Julio Cesar ampliou aos 40 minutos. Apesar disso, Marcelinho voltou a marcar, aos 43, em um chute desviado por Valência.Na segunda etapa, o Flamengo teve maior volume de jogo, mas não concluía as chances a gol. Aos 28 minutos, Zé Antônio ampliou ao receber um passe livre de marcação na pequena área.O quinto gol foi de pênalti. Aos 42 minutos, Alan Bahia deslocou o goleiro Bruno ao fazer uma paradinha, e mandou a bola para as redes com um leve toque. O Flamengo ainda descontou aos 48 minutos em um nova cobrança de pênalti de Marcelinho Paraíba, mas já não havia mais tempo para uma reação.Segundo o meia Kelly, o time mostrou garra em campo e mereceu a vitória. "A gente sabe que depois das dificuldades que enfrentamos, poder vencer e permanecer na Série A foi a melhor coisa", que elogiou o comando de Geninho. "A chegada dele foi fundamental para unir o grupo e nos ajudar nesta campanha", afirmou. Para Caio Júnior, o time perdeu a vaga da Libertadores na partida contra o Goiás. "Não foi a derrota aqui, mas deixamos a vaga naquela partida contra o Goiás", disse o treinador, que praticamente se despediu do clube, pois deve aceitar uma proposta do futebol japonês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.