Atlético-PR instala crise no Coritiba

O Atlético-PR mostrou que está em ascensão no Campeonato Brasileiro e venceu a sua quarta partida consecutiva. Dessa vez, o Rubro-Negro derrotou o Coritiba por 2 a 1 no clássico regional e instalou a crise no seu maior rival, que nesta semana já havia dispensado o técnico Cuca e tentava se reabilitar no torneio. O Atlético, oitavo colocado com 45 pontos, ganhou com gols de Lima, aos três minutos de jogo e Paulo André aos 23 do segundo tempo. O Coritiba, momentaneamente em 14.º lugar com 38 pontos, descontou com Marcelo Peabiru aos 19 da primeira etapa. O Atlético iniciou a partida de forma fulminante, e em seu primeiro ataque, aos três minutos, Evandro lançou Lima, que ganhou da zaga e tocou na saída de Douglas. Dois minutos depois, o atacante, ex-Coritiba, ainda perdeu mais uma chance.O gol despertou o Coritiba, que melhorou sua marcação e equilibrou as ações. A pressão deu certo e aos 19, Ricardinho cobrou escanteio, o goleiro Tiago rebateu a bola, ela bateu na trave e Marcelo Peabiru cabeceou para o gol.A pressão do time alviverde continuou e aos 39 e 40, quando Tiago fez duas defesas difíceis em chutes de Nascimento e Humberto e evitou a virada. Quando o Coritiba estava melhor, saiu o gol atleticano. Aos 23, Jancarlos cobrou uma falta na grande área e Paulo André subiu sem marcação e colocou o Atlético em vantagem.Aos 46, Humberto quase empatou ao chutar de fora da área, mas a bola bateu na trave e saiu. A derrota provocou a ira da torcida, que vaiou os jogadores na saída. Para o técnico Antônio Lopes Filho, o resultado não poderia ter sido pior. "Foi um resultado injusto pelo o que nosso time jogou. Tivemos uma bola na trave no final e o Coritiba merecia um resultado melhor".O atacante Lima já prevê uma vaga para a Libertadores. " Foi uma vitória importante, dentro do campo do adversário. Além disso, vamos buscar uma vaga na Libertadores", disse.

Agencia Estado,

15 de outubro de 2005 | 20h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.