Atlético-PR mantém Geninho e Alex

Geninho será o treinador do Atlético Paranaense na Copa Sul-Minas e na Libertadores da América. De acordo com o superintendente e diretor de Futebol do clube, Alberto Maculan, o técnico ficará, a princípio, até o fim de julho. "Depois voltamos a conversar", disse.Seguindo as normas internas do clube, ele não revelou os valores que Geninho receberá. O técnico está passando férias com os familiares e deverá se reapresentar junto com a maioria dos jogadores no dia 8 de janeiro.Maculan também confirmou que o atacante Alex Mineiro será comprado do Cruzeiro. "Temos até o dia 31 para depositar R$ 2 milhões, mas é provável que o façamos nesta quinta-feira", disse. Segundo o diretor de Futebol, o atleta, de 26 anos, está assinando contrato de quatro anos com o clube. Comentava-se que o Atlético poderia revendê-lo para algum clube do exterior, mas Maculan garantiu que o jogador estará auxiliando o time a conquistar a Libertadores da América.Ídolo dos torcedores, sobretudo depois de suas atuações nas partidas decisivas, quando marcou oito gols em quatro jogos, Alex Mineiro já tinha manifestado interesse em permanecer no time paranaense. Os contratos do técnico e do atacante eram os mais urgentes para a diretoria atleticana resolver. Os outros deverão ser discutidos até a data da reapresentação ou pela próxima diretoria que será eleita no dia 10 de janeiro.O atacante Kléber é o que tem mais possibilidades de ser negociado ainda antes da Libertadores. O Atlético já recebeu uma proposta oficial de um clube da Espanha. O nome do clube e os valores são mantidos em sigilo, mas Kléber não deve sair do Atlético por menos de US$ 10 milhões. Também há propostas pelos meias Adriano e Kléberson. O primeiro tem o passe dividido entre o Olympique, de Marselha, e o Atlético. "Não o liberamos", disse Maculan. Quanto a Kléberson, o diretor afirmou que a intenção é ficar com o jogador, embora o clube se disponha a estudar todas as propostas.Reforços - O Atlético deverá procurar o São Paulo para conversar sobre a permanência do zagueiro Nem e do meia Souza para a Libertadores. Eles têm o passe preso ao clube paulista, mas estão nos planos do campeão brasileiro. O zagueiro Nem disse há cerca de 15 dias que daria dez dias, após o término do contrato - na próxima segunda-feira -, para o Atlético se decidir, senão ele próprio decidiria. Na época, ele manifestou interesse em jogar no exterior. "Ir para fora está bem próximo, mas vamos esperar um pouco para ver", disse.Os jogadores que atuaram menos no Campeonato Brasileiro reapresentam-se no dia 8 para dar início ao trabalho visando à Copa Sul-Minas. O restante terá mais alguns dias de folga. A comissão técnica deverá estudar a possibilidade de dividir o grupo, colocando um time misto para disputar o torneio regional e preparando outros jogadores para enfrentar a Libertadores. Não está descartada inclusive uma pré-temporada em países mais altos em relação ao nível do mar, como a Bolívia ou o Chile.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.