Atlético-PR quer esquecer denúncia

Em um dia tumultuado pela denúncia do presidente do Vasco da Gama, Eurico Miranda, de que o Atlético teria ofertado R$ 1 milhão aos jogadores cariocas para se empenharem mais contra o Santos, a comissão técnica procurou se concentrar apenas no treino tático realizado no CT do Caju ontem à tarde. A partir desta quinta-feira a equipe entra em regime de concentração para a partida contra o Botafogo, no próximo domingo.Para esse jogo o técnico Levir Culpi terá a volta do meia Jadson, que cumpriu suspensão contra o Vasco.Além do reforço no elenco, o Atlético aposta na força de sua torcida, que no segundo dia de venda de já comprou 15.900 ingressos.Apesar do clima de desânimo que tomou conta do clube desde a derrota para o Vasco da Gama, o ala Fernandinho teve motivo para comemorar. O atleta foi convocado para a seleção brasileira Sub-20 que disputará o torneio Sul-Americano da categoria no início de 2005 juntamente com Evandro. "É muito importante essa convocação, mesmo assim, gostaria que tivéssemos com mais possibilidades de ganhar o campeonato brasileiro", disse.Mesmo abatido, a diretoria e comissão técnica não farão nenhum esquema especial de motivação para os atletas. Eles têm se reunido antes dos treinos e, segundo a maioria, a intenção é acabar o campeonato com uma boa apresentação e quem sabe, ganhar o título."Estamos lutando por um trabalho de toda a temporada, um caminho que construímos", disse o técnico Levir Culpi.Sobre uma possível premiação pela conquista do título, o presidente do Conselho Gestor, João Rocha Fleury não quis comentar. "Há uma cláusula do nosso acordo com os jogadores que proíbe a divulgação sobre esse assunto", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.