Atlético-PR se classifica nos pênaltis

Borba Filho despediu-se do Atlético-PR com grande feito. O técnico entrega o cargo para Antônio Lopes com a façanha de ter classificado o time para às quartas-de-final da Taça Libertadores, na qual agora faz encontro doméstico, frente o Santos. O primeiro duelo será quarta-feira, em Curitiba. Após derrota por 2 a 1 no tempo normal para o Cerro Porteño - havia vencido em casa pelo mesmo placar - sua equipe levou a melhor nos pênaltis: 5 a 4. Diego defendeu a cobrança do artilheiro Salcedo (9 gols). O jogo começou com o Cerro Porteño pressionando, empurrado pela sua torcida, que lotou o Estádio General Pablo Rojas, em Assunção. E o time respondeu ao apoio logo aos seis minutos. Julio dos Santos recebeu na área, driblou dois zagueiros e bateu, sem chances de defesa para Diego. Em desvantagem, os paranaenses se viram obrigados a marcar um gol. E deram sorte. No primeiro ataque, aos 10, Espínola, ex-Inter-RS tentou recuar para Aceval, de cabeça, e acabou encobrindo o goleiro. Esperto, Lima empatou. Os paraguaios ficaram em vantagem, novamente, aos 38, com Salcedo. O resultado permaneceu até os pênaltis. O meia polonês Nowak, que defendeu o Atlético em 1996 e 97, morreu hoje em Wolfsburg, aos 29 anos, por causa de "síndrome de Charcot", transtorno degenerativo incurável em seu cérebro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.