Atlético-PR se inspira na Sul-Americana para encerrar jejum e bater o Fluminense

O Atlético Paranaense vive um jejum de nove jogos sem vitória no Campeonato Brasileiro. Uma péssima fase com seis derrotas e três empates, que tirou a equipe da briga pelo G4 e acendeu o sinal de alerta contra a degola - está em 13.º lugar com 39 pontos, a seis de distância do rebaixamento. Para evitar um sofrimento na reta final, o time paranaense precisa vencer o Fluminense neste sábado, às 17 horas, no estádio do Maracanã, no Rio, pela 32.ª rodada.

Estadão Conteúdo

24 de outubro de 2015 | 08h17

O adversário deste sábado tem um ponto a mais e está uma posição à frente na tabela de classificação. Também está mal das pernas no segundo turno e alterna altos e baixos - tem três derrotas e duas vitórias nos últimos cinco jogos. O problema para o Atlético é que os dois triunfos aconteceram justamente no Maracanã.

A esperança do torcedor rubro-negro é que a equipe repita a boa apresentação da última quarta-feira, quando derrotou o Sportivo Luqueño, do Paraguai, por 1 a 0, em casa, no jogo de ida das quartas de final da Copa Sul-Americana. O técnico Cristóvão Borges deve manter a base da equipe que jogou no meio da semana.

No entanto, ele não confirmou os titulares e pode fazer duas alterações: o lateral-direito português Bruno Pereirinha entrou improvisado no meio de campo na vaga do volante Hernani no decorrer da última partida e agradou o treinador. O meia-atacante Dellatorre também pode perder a posição para Nikão.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoAtlético-PR

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.