Atlético-PR se vinga e bate São Paulo

A derrota deste sábado para o Atlético-PR, por 4 a 2, na Arena da Baixada, fez o São Paulo sentir na pele como é difícil sair da tal zona do rebaixamento. Depois de deixá-la, após a vitória por 3 a 2 para o Fortaleza, pode ser novamente um dos quatro piores do Brasileiro. Basta que Flamengo ou Figueirense vençam Paysandu e Santos, neste domingo. O jeito é torcer por Robinho e Robgol. Que talvez, não jogue.Logo aos dez minutos, o São Paulo precisou mudar sua postura em campo. Alex foi expulso após uma dura dividida com Fabrício e abandonou-se o esquema com três zagueiros. Souza deixou de ser ala para dedicar-se apenas à marcação.Para complicar, Caetano, que substituiu Fabrício, deu um novo ritmo ao Atlético. O que se via era um time atacando e outro defendendo.Aos 29 minutos, Caetano avançou pelo meio, tocou para Jancarlos, que lançou Finazzi. Souza conseguiu dividir e impedir o gol.No minuto seguinte, a surpresa. Souza cruzou na área, Lugano cabeceou e Finazzi rebateu. A bola encaminhou-se para Christian, que só teve o trabalho de marcar.Cinco minutos depois, Diego conseguiu salvar o Atlético, rebatendo um belo chute de Amoroso. E, aos 42 minutos, o empate. Souza fez falta em Caetano, Jancarlos cobrou e Alllan Bahia fez, de cabeça.Evandro, que havia tido uma indisposição no meio do primeiro tempo, não voltou após o intervalo. Foi substituído por Ricardinho, que deu muita velocidade ao time.Mas, nem precisava. O São Paulo se encarregou de facilitar o trabalho para o adversário. Se no primeiro tempo, teve um jogador expulso, logo no começo do segundo cede um pênalti desnecessário.Richarlyson empurrou Allan Bahia, por trás e Ferreira cobrou muito bem o pênalti. Cinco minutos depois, o São Paulo facilitou uma vez mais. Desta vez com Rogério Ceni. O goleiro pulou atrasado em uma bola chutada por Ferreira o jogo definiu-se.As entradas de Thiago Ribeiro e Leandro Bomfim não ajudaram em nada. O São Paulo teve uma boa chance com Christian, mas sofreu o quarto gol com Jancarlos fazendo bela jogada em cima de Edcarlos e definindo bem.O vexame ficou menor com Amoroso cobrando com categoria o pênalti que ele mesmo havia sofrido de Paulo André. Agora, é rezar por Robinho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.