Miguel Locatelli/Site Oficial
Miguel Locatelli/Site Oficial

Atlético-PR vence Peñarol e abre boa vantagem na Sul-Americana

Gols do time paranaense foram marcados por Marcelo Cirino e Pablo, ambos no segundo tempo

Estadão Conteúdo

26 de julho de 2018 | 21h54

O Atlético Paranaense largou na frente na briga por uma vaga nas oitavas de final da Copa Sul-Americana ao derrotar o Peñarol pelo placar de 2 a 0, em partida realizada na Arena da Baixada, na noite desta quinta-feira. O time paraense perdeu um pênalti e chegou a jogar com um a menos, mas encontrou forças para conquistar um grande resultado.

+ Vasco desembarca em Brasília e Martín Silva destaca festa dos torcedores

Com a vitória, o Atlético-PR poderá perder por até um gol de diferença no jogo de volta, marcado para o 7 de agosto, às 19h30, no Estádio Campeõn Del Siglo, em Montevidéu, para confirmar a classificação. Uma derrota pelo mesmo placar leva a decisão para os pênaltis.

O Atlético-PR teve todas as possibilidades para ir ao intervalo em vantagem, mas parou em seus próprios erros e no goleiro Dawson, que defendeu um pênalti batido pelo meia Raphael Veiga, logo aos dez minutos. A falta foi marcada em cima de Marcelo Cirino. O goleiro ainda fez um milagre na sequência, quando pegou o arremate de Paulo André.

O Penãrol só foi chegar com perigo no fim e em um lance de fora da área. Freitas arriscou para defesa de Santos. Mas aí o Atlético-PR colocou tudo a perder. Wanderson, em um intervalo de sete minutos, levou dois amarelos e acabou sendo expulso, deixando o time paranaense com um a menos.

Porém, a conversa durante o intervalo foi positiva. Tiago Nunes colocou em campo para o segundo tempo um Atlético-PR agressivo, mesmo com dez em campo. E o resultado veio. Apesar do bom primeiro tempo realizado, Dawson falhou feio ao tentar cortar um cruzamento de Santos e deu a bola de bandeja para Marcelo Cirino. O atacante só teve o trabalho de empurrar para o gol.

A situação do time paranaense, que já era boa, ficou ainda melhor após a expulsão de Gabriel Fernández. Com dez para cada lado, o Atlético-PR começou a mandar ainda mais no jogo e ampliou aos 34 minutos. Jonathan cruzou na medida para Pablo. O atacante chegou de carrinho para fazer o segundo gol.

Mesmo em boa vantagem, o Atlético-PR foi com tudo para cima, pressionou o Peñarol, mas não conseguiu fazer o terceiro. Mesmo assim, vai com um grande resultado para o Uruguai.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR 2 X 0 PEÑAROL

ATLÉTICO-PR - Santos; Jonathan, Paulo André, Wanderson e Renan Lodi; Lucho González, Matheus Rossetto, Raphael Veiga (Bruno Guimarães), Marcelo Cirino e Marcinho (Léo Pereira); Bergson (Pablo). Técnico: Tiago Nunes.

PEÑAROL - Dawson; Giovanni González, Formiliano e Lucas Hernández; Guzmán Pereira (Estoyanoff), Gonzalo Freitas (Maxi Rodríguez), Augustin Canobbio e Rojo (Cristian Rodríguez); Gabriel Fernández e Darwin Núñez. Técnico: Diego López.

GOLS - Marcelo Cirino, aos 14, e Pablo, aos 34 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Fernando Rapallini (Argentina).

CARTÕES AMARELOS - Paulo André e Wanderson (Atlético-PR); Gabriel Fernández e Augustin Canobbio (Peñarol).

CARTÕES VERMELHOS - Wanderson (Atlético-PR) e Gabriel Fernández (Peñarol)

RENDA - 269.115,00

PÚBLICO - 10.365 pagantes (11.206 total).

LOCAL - Arena da Baixada, em Curitiba (PR).

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.