Atlético quer esquecer jogo com rival

O Atlético-MG enfrenta o Uberlândia nesta quarta-feira à noite, no Triângulo Mineiro, em jogo adiado da sétima rodada do Campeonato Estadual, querendo a reabilitação após a derrota de 3 a 1 para o Cruzeiro, sábado, pelas semifinais da Copa Sul-Minas. O time do técnico Abel Braga precisava apenas de empate contra o arqui-rival para ir à decisão e garantir presença na Copa dos Campeões, cujo vencedor terá vaga na Libertadores da América.O fracasso e o mau futebol apresentado diante do Cruzeiro abateram o grupo e por pouco não iniciaram uma crise no clube. O goleiro Velloso atribuiu parte da responsabilidade pela desclassificação ao atraso de quatro meses no pagamento de salários, por parte da diretoria. De acordo com ele, atletas com problemas financeiros não se concentram devidamente no trabalho.Já o centroavante Guilherme, o maior salário do clube, disse que a derrota para o Cruzeiro não teve nada a ver com os vencimentos em atraso. "A única justificativa para termos perdido é que jogamos muito mal", disse. De qualquer forma, a manifestação de Velloso parece ter surtido efeito: na manhã desta terça-feira, os dirigentes anunciaram que os salários dos jogadores e funcionários haviam sido depositados.Para o jogo com o Uberlândia, no qual o Atlético tem a chance de voltar a ser líder isolado do Mineiro, atingindo até 17 pontos, Abel Braga terá dois desfalques: o lateral Ronildo e o meia Lincoln, suspensos. O ex-corinthiano Edson deve assumir a ala esquerda e Valdir é o provável substituto de Lincoln, o que deixaria o time bastante ofensivo, com três atacantes: ele, Guilherme e Marques. A novidade é a volta do zagueiro Luiz Carlos, que cumpriu suspensão contra o Cruzeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.