Atlético quer ser o novo Once Caldas

O São Paulo fez campanha bem melhor até aqui na Taça Libertadores, não vai ter de enfrentar a pressão que a torcida normalmente faz na Arena da Baixada, tem grandes jogadores, já foi campeão sul-americano duas vezes e se considera favorito ao título, a ponto de o atacante Amoroso sugerir a troca do nome do Morumbi para "Morumtri??. Todos estes fatores estão sendo utilizados pelo técnico Antonio Lopes para motivar o Atlético-PR na primeira partida da decisão da competição continental nesta quarta-feira, às 21h45, no Estádio Beira-Rio. O time paranaense chegou à final aos trancos e barrancos, mas foi se acertando durante o torneio e pretende ser o Once Caldas da atual temporada. Os atletas absorveram bem o recado do chefe. Publicamente, todos, embora demonstrem a natural confiança, admitem o favoritismo do São Paulo. Eles acham mesmo melhor que a badalação fique em cima do adversário e preferem continuar "comendo pelas beiradas??, como fizeram até aqui. "Sabemos que o São Paulo é favorito, mas vamos brigar até o final??, disse o zagueiro Marcão. Os atleticanos ainda não absorveram o fato de terem de jogar em Porto Alegre, mas vão procurar tirar proveito do que consideram "uma manobra?? que favoreceu o São Paulo, como disse ontem o presidente do clube, João Augusto Fleury. Lopes vai explorar esse fato em sua preleção, assim como um vídeo que uma emissora de TV japonesa está fazendo sobre o time paranaense - já está preparando material para o Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro - e a declaração de Amoroso sobre o "Morumtri??. "Meus jogadores estão furiosos. O Amoroso não deveria desrespeitar os colegas dessa maneira??, reprovou o treinador. Lopes e os jogadores não falam. Mas também estão irritados com o fato de a diretoria do São Paulo ter iniciado a venda de ingressos para a segunda partida, que ocorre dia 14, no domingo passado. Entendem o gesto como uma demonstração de dirigentes e torcedores são-paulinos (que já esgotaram as entradas) de que o título já está ganho. Meio a zero - Como o Atlético é mandante da primeira partida, os jogadores têm consciência de que a vitória é quase uma obrigação, até para jogar a pressão para cima do São Paulo. "O negócio é vencer, por qualquer resultado. Mesmo que por apenas 1 gol de diferença??, disse o atacante Lima, outro a atribuir o favoritismo ao time paulista. "Eles vão fazer a segunda partida na casa deles. Nós não pudemos jogar na nossa casa. Então, o Atlético é zebra.?? Mas o volante Cocito não concorda. Para ele, se o Atlético conseguiu chegar à decisão, é porque tem qualidade. "Não vamos jogar na Arena, mas temos que nos impor, fazer nosso jogo, marcar bem, ir para cima. Vem dando certo.? Lopes, que hoje realizou mais um treino com portões fechados, não quis revelar o time que começa jogando. Mas vai escalar força máxima, incluindo o atacante Aloísio, que se recupera de contratura na coxa esquerda - embora Evandro esteja de sobreaviso. A chave para vencer em Porto Alegre. "O time precisa ter tranqüilidade, equilíbrio e determinação??, disse. "E bastante humildade.??

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.