Atlético sofre para vencer o Mamoré

Jogar contra o lanterna do torneio Sul-Minas seria a oportunidade para o Atlético-MG espantar parte da crise que ronda o clube desde o início do ano. Porém, a vitória suada obtida sobre o Mamoré, por 1 a 0, pela décima rodada da competição, neste sábado, no estádio Independência, não melhorou muito a colocação dos mineiros. O único gol foi marcado por Edgar. A vitória deixou o Galo na nona posição, após nove partidas. O Mamoré continua na lanterna com apenas dois pontos. O sofrimento do torcedor atleticano durou até os 27min do segundo tempo. Mesmo com um jogador a mais, desde os 23min da primeiro etapa, quando Andrezinho, do Mamoré, foi expulso, o time alvinegro não conseguia superar a marcação do último colocado do torneio. Mas, após chute de Bosco, que bateu na trave, o zagueiro Edgar ficou com a sobra e tocou na saída de Caetano, fazendo o gol do Atlético. Os jogadores do Mamoré reclamaram impedimento, mas o árbitro mineiro Luís Carlos Silva validou o gol. O Atlético precisa agora de pelo menos quatro vitórias nos seis jogos restantes, para se classificar para as semifinais do Copa Sul-Minas. A próxima partida do Atlético é contra o Sport Recife, na próxima quarta-feira, no Mineirão, pelo jogo de volta da Copa do Brasil. Na primeira partida o Atlético foi derrotado por 2 a 1.

Agencia Estado,

09 Março 2002 | 18h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.