Atmosfera festiva embala a Ponte Preta

Líder do Campeonato Brasileiro da Série A, com 20 pontos, a Ponte Preta não vivia um clima de tranqüilidade, confiança e de badalação há vários anos. Durante toda a semana, o Majestoso foi alvo dos holofotes da imprensa nacional, o que pode impulsionar o time à sua quinta vitória consecutiva diante do desfigurado São Paulo, neste sábado, em Campinas. O técnico Oswaldo Alvarez, o Vadão, quer aproveitar esta atmosfera festiva pelo lado positivo. "Temos que usar o embalo e somar mais três pontos, mas respeitando o adversário e brigando como verdadeiros guerreiros". Ele prega a humildade mesmo diante de um time reserva que talvez nem tenha sua principal estrela: o goleiro Rogério Ceni. "Eu seria hipócrita se dissesse que não é uma vantagem pegar a turma que não vem jogando com a mesma intensidade. Mas se não buscarmos a vitória, ela não cairá em nosso colo de graça", finaliza. A verdade é que Vadão não quer deixar escapar a chance de somar mais três pontos para manter aceso o sonho de brigar pelas primeiras posições até o final do campeonato. O décimo compromisso do time campineiro abre também a quarta mini-meta estabelecida pela comissão técnica, em que o objetivo é somar de cinco a sete pontos com uma premiação. "É a maneira que encontramos para deixar o elenco motivado. E tem funcionado bem", esclarece. Em campo, os resultados estão entrando com as vitórias sobre o Vasco da Gama, Cruzeiro, Goiás e Juventude.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.